Thiago André

Thiago André chegou a final em sua estreia em Mundiais (Crédito: Divulgação/Contrapé)

LANCE!
08/08/2017
18:01
Londres (ING)

A tarde desta terça-feira ficará para sempre marcada da vida de Thiago André. O jovem de 22 anos disputou a final dos 800m do Mundial de Atletismo de Londres (ING). Mesmo ficando longe do pódio, com o sétimo melhor tempo (1min46s30), o carioca que estreia na competição recolocou o Brasil em uma final desta prova, algo que não acontecia desde 2003.

Thiago avançou para a decisão com o sexto melhor tempo geral (1m45s83) e ficou sabendo da classificação durante uma entrevista ao canal SporTV.

O pódio dos 800m foi formado pelo francês Pierre-Ambroise Bosse (1min44s67), o polonês Adam Kszczot (1min44s95) e o queniano Kipyegon Bett (1min45s21).

Brasileiras avançam nos 200m

Na tarde desta terça-feira, as brasileiras Vitória Rosa e Rosângela Santos ficaram entre as três primeiras em suas baterias e avançaram nos 200m feminino. Elas voltam à pista do Estádio Olímpico nesta quinta-feira, às 17h05 (horário de Brasília) em busca de vagas para a final, realizada no dia seguinte, ás 17h40 (horário de Brasília).

Vitoria Cristina Rosa foi a 17ª mais rápida no geral (terceira na segunda bateria), com 23s26. Já Rosângela teve o 20º melhor tempo (23s34), segundo da bateria sete - última do dia.

- Eu tentei fazer uma prova para classificar e sentir as meninas. Ainda estou me recuperando dos 100m. Hoje está muito frio e estou tentando não forçar porque tem o revezamento. Eu tentei fazer a curva forte, entrar na reta e trabalhar. Tem que ter noção da prova para continuar e se bobiar perde. Estou contente. Tudo que conseguimos fazer para ajudar na recuperação a gente faz, mas para aguentar o essencial foram os treinos - disse Santos ao SporTV.

Geisa se classifica para a final do arremesso de peso

A última vaga para a final do arremesso de peso é verde e amarela. Tendo como melhor marca 17,79m, Geisa Arcanjo terminou na 12ª colocação geral - quarta no grupo B, e está na briga por uma medalha no Mundial de Londres. A primeira classificada foi a chinesa Lijiao Gong, com 18,97. 

Esta é a primeira vez que a brasileira chega a uma final na competição. A decisão ocorre nesta quarta-feira, às 16h25 (horário de Brasília). 

Renaud Lavillenie é bronze no salto com vara

Sem Thiago Braz, lesionado, a final do salto com vara foi a última prova a se encerrar no Mundial de Londres. O rival do brasileiro na Rio-2016, Renaud Lavillenie segue sem conquistar o ouro em uma edição da competição. Desta vez, o francês ficou com o bronze. 

O campeão foi o americano Sam Kendricks. Ele foi o único que conseguiu ultrapassar os 5,95m. A prata ficou com o polonês Piotr Lisek. Mesmo com a terceira colocação, Lavillenie recebeu aplausos dos presentes no Estádio Olímpico.