Maratona Aquática

Organizadores de provas de Maratona Aquática do estado de São Paulo decidiram se antecipar e lançar um protocolo de segurança (Fabio Mota/Desafios Aquaman)

LANCE!
16/07/2020
20:22
Rio de Janeiro (RJ)

Com a pandemia do Coronavírus ainda fora de controle em território brasileiro, muitas dúvidas e incertezas pairam sobre o calendário de eventos de atletas amadores e profissionais das mais diversas modalidades esportivas. Mas, uma coisa é certa: a saúde de todos os envolvidos vem sempre em primeiro lugar.

Pensando nisso, os seis maiores organizadores de provas de Maratona Aquática do estado de São Paulo decidiram se antecipar e lançar um protocolo de segurança que será adotado tão logo seja autorizada a retomada das competições.

- É uma ação coesa, com protocolos rígidos adaptados da Europa para a realidade que temos aqui. A ideia é entregar o nosso protocolo à Secretaria Estadual de Esportes na próxima semana. Ainda não existe data prevista para a retomada mas este é um sinal de que estamos nos organizando para que tudo esteja pronto e alinhado com as autoridades para quando for possível retornar - explicou Igor Souza, recordista brasileiro no Canal da Mancha e organizador do Circuito Maratonas Aquáticas, um dos eventos mais tradicionais do país, realizado há 25 anos de forma ininterrupta.

A Comissão dos Organizadores de Eventos de Maratona Aquática (COEMA) tem como principal objetivo discutir questões de interesse da comunidade aquática visando a implementação de medidas de segurança de forma coordenada e unificada.

O documento aborda diversos procedimentos, tais como: higienização na recepção aos atletas, uso de máscaras pré e pós evento, entrega de kits para apenas um membro de cada equipe, congresso técnico virtual e largada em ondas, por categorias e subcategorias para evitar aglomerações.

- Com este guia, atletas e demais participantes dos eventos poderão compreender mais facilmente as novas exigências de enfrentamento do COVID-19 e já ir se preparando para as novas diretrizes do ambiente competitivo de 2020 e possivelmente de 2021 - reforçou Samir Barel, único brasileiro a conquistar a tríplice Coroa das Águas Abertas e um dos idealizadores do projeto Travessias e Desafios Aquaman.

- Sabíamos que, caso o primeiro evento autorizado a retornar, independente de qual fosse, não transmitisse conforto e segurança, isso dificultaria ainda mais a volta dos nadadores para as provas. Isso seria ruim para todos. Então, decidimos nos unir para estabelecer um padrão totalmente adaptado às nossas necessidades e agir de forma coletiva justamente para garantir a saúde de todos os presentes - concluiu.

Fazem parte da Comissão: Aloha Spirit Festival, Circuito de Maratonas Aquáticas, Circuito Mares, Desafios Aquaman, Travessia do Canal de Ilhabela, Travessia Poliana Okimoto e Travessias Aquáticas (Circuito Paulista). O protocolo completo está disponível no site: www.coema.esp.br.