Natação prova de travessia

Travessia da Ilha do Campeche terminou em tragédia (Foto: Reprodução/Twitter)

LANCE!
30/03/2019
19:17
Florianópolis (SC)

A travessia da Ilha do Campeche, tradicional prova que acontece em Florianópolis, terminou de forma trágica. Neste sábado, um homem morreu e outro precisou ser internado com uma parada cardiorrespiratória enquanto competiam na Praia do Campeche, em Florianópolis.

Segundo o "Uol", o tenente do Corpo de Bombeiros, Gabriel Laurentino, contou que às 9h30 a equipe de emergência contratada pela organização percebeu que um nadador estava se afogando. José Luís Timmer, de 57 anos, foi colocado no bote de apoio e levado para a areia. O Corpo de Bombeiros foi acionado e enviou uma equipe médica que aguardava o atleta para atendimento. O tenente disse que José Luís apresentava sinais de afogamento, como boca espumando e estar vomitando água. Ele morava em Porto Alegre.

Já Mário Coutinho, de 63 anos, foi encontrado sem sinais de afogamento por volta de 9h50, em meio à tragédia, com parada cardiorrespiratória. O atleta, morador de Florianópolis, foi colocado no helicóptero e levado para o Hospital de Caridade. O quadro não foi divulgado.

Como a equipe do helicóptero estava ocupada com o outro resgate, a aeronave foi ao aeroporto de Florianópolis buscar uma equipe médica que trabalha no local.

Na prova, os atletas saem da Ilha do Campeche, nadam 1,5 mil metros até a areia e retornam ao ponto de largada. Timmer se afogou na segunda metade da travessia.