CBB

O Campeonato Brasileiro Interclubes de base sofreu redução devido à queda nos repasses (Foto: Divulgação)

Jonas Moura
18/08/2020
16:14
Rio de Janeiro (RJ)

Medida que amenizará os prejuízos financeiros da Liga Nacional de Basquete (LNB) para organizar o NBB em meio à pandemia, o aumento de repasses do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) ao torneio gerou críticas da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) e voltou a colocar as duas entidades em uma guerra declarada em assuntos relacionados à gestão da modalidade.

Com a decisão de aportar maior volume de recursos no maior campeonato nacional e também na LDB (Liga de Desenvolvimento de Basquete), competição nacional de clubes sub-22, o CBC reduziu o investimento nos Campeonatos Brasileiros Interclubes de Base, que são responsabilidade da confederação.

Até então, a parceria garantia a realização de competições no sub-13, sub-14, sub-15, sub-16, sub-18, sub-21 e sub-23, masculino e feminino, alguns com séries A e B, além do basquete 3x3 no sub-14, sub-17 e categoria aberta, também no masculino e feminino.

Agora, com a verba que será executada pelo CBC, será possível realizar apenas edições do sub-14, sub-16 e sub-19, além de duas edições do basquete 3x3, com masculino e feminino em ação, o que representará uma queda de mais de 60% no número de eventos, com menos crianças em quadra, árbitros e técnicos se desenvolvendo.

A fórmula de disputa e as datas exatas ainda dependem da pandemia do Covid-19 e seus desdobramentos, mas já é certa uma redução de mais de 60% no número de competições.

- É lamentável a opção do CBC de diminuir o investimento no basquete de base em prol do profissional. A necessidade da base é muito maior e tirar de um para colocar em outro não é a melhor escolha. Após a Rio-2016, o esporte olímpico brasileiro viu uma debandada de patrocinadores e diminuição do repasse ao esporte. Através de dinheiro público, o CBC surgiu como uma alternativa para a manutenção da qualidade dos torneios de base. E essa mudança de mentalidade, infelizmente, irá prejudicar o desenvolvimento de muitos jovens. Vamos continuar em busca de recursos e parcerias para seguir fortalecendo a base - afirmou o presidente da CBB, Guy Peixoto Junior.

O CBC recebe cerca de R$ 70 milhões por ano da Lei Agnelo/Piva, que destina um percentual da arrecadação bruta das loterias federais ao esporte. 

A parceria entre o CBC e a CBB para o Campeonato Brasileiro Interclubes de Base começou em 2017 e avançou nos últimos três anos, trazendo desenvolvimento para árbitros, atletas, técnicos e clubes, além de ampliar o número de clubes filiados ao CBC. 

A CBB é responsável pela organização técnica dos torneios, além de toda a parte de inscrição das equipes, layout de quadra, estatísticas, árbitros e também a promoção e divulgação das competições.

Ex-jogador de Flamengo, Vasco, Fluminense, Botafogo e Seleção, e hoje técnico da base do Fluminense, Ricardinho disputou CBIs como treinador e também é pai de atletas. Para ele, tirar verba da base é um retrocesso.

- Não tem que tirar de um para colocar em outro. É legal a parceria do CBC com a LNB, que hoje é o maior campeonato do país. Mas tirar da base me deixou chateado. Não só a mim, como a grande maioria dos técnicos. Poderiam existir outros caminhos. Os torneios são curtos, mas numa viagem dessa, se o menino no futuro não vira profissional, ele vira consumidor do produto basquete. E é o que precisamos. Meu menino foi para Curitiba jogar e fala disso até hoje. Foi para Franca, e fala até hoje que atuou no Pedrocão. Os Brasileiros de base, no passado, também era assim, e montava todas as Seleções Brasileiras. Então, essas competições da base são muito importantes. Sem ele, você não descobre jovens talentosos Brasil afora - explicou Ricardinho.

O suporte do CBC à LNB contempla toda a parte de logística dos clubes, árbitros e staff para o NBB e a LDB, com o aporte das viagens aéreas e hospedagem das equipes visitantes que atuam fora de seu próprio estado ou em trechos acima de 500km dentro da mesma região.

- Desde a criação da LNB, sempre tínhamos o objetivo de poder reduzir ao máximo do orçamento dos times os custos de logística. O apoio do CBC concretiza a realização desse sonho e dá aos clubes totais condições para continuarmos com o NBB forte e uma LDB ainda mais sólida no desenvolvimento dos jovens atletas - afirmou o presidente da LNB, Nilo Guimarães.

Além disso, a LNB anunciou nesta terça-feira uma extensão de seis temporadas no contrato com a IMG ARENA, líder em serviço de apostas esportivas e centro de conteúdo, para continuar sendo sua parceira de transmissão global. O acordo cobre um número maior de partidas do NBB e da Copa Super 8.