Em preparação para jogo contra o Canadá, a Seleção Brasileira de vôlei treinou neste domingo

Em preparação para jogo contra o Canadá, a Seleção Brasileira de vôlei treinou neste domingo (Foto: Divulgação/FIVB)

LANCE!
16/09/2018
13:41
Ruse (BUL)

De folga neste domingo, a seleção brasileira masculina de vôlei volta à quadra para mais um compromisso no Campeonato Mundial nesta segunda-feira, quando enfrenta o Canadá em seu quarto jogo pela competição. A expectativa da torcida é grande para a partida, que pode mostrar a recuperação da seleção, derrotada pela Holanda após vitórias sobre França e Egito. A partida acontece na Arena Monbat, em Ruse, na Bulgária, às 14h30.

Apesar da folga no campeonato, a equipe esteve em quadra neste domingo para realizar mais um treinamento antes do duelo contra os canadenses. Um dos atletas mais experientes do grupo, o ponteiro Lipe falou sobre a lição aprendida com o a derrota para os holandeses, acometida na noite do último sábado.

- Uma derrota sempre judia um pouco, mas, mais do que machucar, faz o grupo crescer bastante. Já vivemos isso em alguns momentos e que sirva de lição e como fortalecimento para todos nós. Conversamos bastante, nos unimos em uma questão muito importante, sabendo que, só vamos eliminar essas falhas e crescer ainda mais no campeonato, jogando juntos. Temos que, em meio as dificuldades, procurar crescer - disse Lipe.

O ponteiro da seleção brasileira, no entanto, vira a página em relação ao resultado negativo e já está totalmente concentrado no próximo adversário. O Canadá é o foco do atacante, campeão olímpico com o Brasil nos Jogos do Rio de Janeiro, em 2016.

- Amanhã enfrentamos o Canadá, um time forte, que tem um jogo muito parecido com o dos Estados Unidos, com um volume muito grande, uma qualidade de saque e até psicológica forte. O adversário coloca pressão e eles absorvem muito bem, continuam jogando, não desistem. É preciso saber ter paciência. Talvez não vamos conseguir rodar na primeira bola e temos que ter paciência. Além disso, sacar muito bem porque eles têm uma condição de passe muito boa, e tentar eliminar um ou outro ponto de força deles - explicou Lipe.

O Brasil é tricampeão do mundo após conquistar os títulos em 2002, 2006 e 2010. Na mais recente edição, em 2014, fez a quarta final consecutiva, mas acabou superado pela Polônia, que jogava em casa, e ficou com a medalha de prata.

TABELA – Primeira fase

12.09 (QUARTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Egito (25/17, 25/22 e 25/20)

13.09 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3 x 2 França (25/20, 25/20, 21/25, 23/25 e 15/12)

15.09 (SÁBADO) – Brasil 1 x 3 Holanda (25/21, 20/25, 20/25 e 21/25)

17.09 (SEGUNDA-FEIRA) – Brasil x Canadá, às 14h30

18.09 (TERÇA-FEIRA) – Brasil x China, às 11h