Rafaela Silva no Mundial Militar de judô

Rafaela Silva é uma das brasileiras que levou ouro no Mundial Militar de judô (Foto: Divulgação/CBJ)

LANCE!
09/11/2018
18:31
Rio de Janeiro (RJ)

É ouro - e em dose quádrupla! Nesta sexta-feira, no primeiro dia de disputas individuais do Mundial Militar de judô, o Brasil figurou no topo do pódio em todas as finais que disputou. Rafaela Silva, Eric Takabatake, Jessica Pereira e Charles Chibana foram os campeões em suas categorias. Gabriela Chibana, Tamires Crude e Marcelo Contini também conquistaram medalhas, ficando com o bronze. 

A grande luta do dia marcou a revanche da campeã olímpica Rafaela Silva (-57kg) sobre a francesa Helene Receveaux. Antes da disputa militar, a brasileira tinha perdido todas as quatro vezes que entrou no tatame diante da europeia em confrontos do circuito internacional; o último encontro entre as duas foi no Mundial da Federação Internacional de Judô (FIJ). Em sua cidade natal, melhor para a carioca - Rafaela superou Helena tanto na final individual, quanto na decisão por equipes.

- Eu venho trabalhando bastante. Todo mundo sabe que nas últimas últimas quatro lutas eu perdi para ela então vim para fazer um trabalho diferente. Tem aquele gostinho de ser brasileira, lutar aqui na nossa casa faz a diferença - disse a judoca ao SporTV

Eric Takabatake (-60kg) garantiu mais um ouro para o Brasil ao vencer o russo Sakhavat Gadzhiev por ippon; Jessica Pereira (-52kg), por sua vez, teve que suar para superar Yulia Kazarina no Golden Score​ com um sankako. Charles Chibana também teve dificuldades, mas deixou para trás Alim Balkarov com ippon.

Brasil também leva três bronzes
Gabriela Chibana (-48kg) foi a primeira a disputar o bronze e levou a medalha para casa ao entrar um kouchi makikomi, logo no início do duelo contra a chinesa Zixiao Guo. Tamires Crude, por outro lado, venceu Yu Lan por waza-ari já no fim da luta. 

Marcelo Contini (-73kg) levou a melhor no embate com o russo David Gomozov a firmou que aquele era um "bronze com sabor de ouro”. Daniel Cargnin (-66kg) lutou contra o cazaque Amirbek Zhengissov e viu a medalha escapar no fim ao sofrer um waza-ari.

Neste sábado, outras categorias individuais chegam à fase final. São elas 63kg, 70kg, 78kg e +78kg, 81kg, 90kg, 100kg e +100kg. As preliminares acontecem a partir das 10h (horário brasileiro de verão); as finais começam às 16h30.