Vôlei

Tandara foi a melhor da partida com 28 pontos (Divulgação/FIBV)

LANCE!
10/10/2018
11:53
Nagoya (JAP)

Depois do susto contra o México na última segunda-feira, a Seleção feminina de vôlei voltou às quadras no Mundial. Em Nagoya, no Japão, a equipe comandada por José Roberto Guimarães voltou a ter dificuldades, mas conseguiu superar a Holanda por 3 sets a 2, com parciais de 23/25, 25/18, 25/27, 25/19 e 15/7. A vitória deixou o sonho vivo de uma vaga na próxima fase.

Com 18 pontos e a quarta colocação no grupo E, as brasileira não terão vida fácil, isso porque, apenas os três primeiros colocados de cada grupo avançam à próxima fase. Para avançar, o Brasil precisa vencer o Japão, que está sem segundo, por 3 sets a 0 nesta quinta, às 7h20. Em terceiro, a Holanda precisa vencer apenas um set contra a Sérvia para garantir a classificação.

Se vencer o Japão por 3 sets a 0, o Brasil se iguala às asiáticas em número de vitórias e os critérios de desempates ficam por conta dos point avarage. Como tem saldo de pontos melhor, levaria melhor. No entanto, se perder um set, perde no critério sets avarage. Zé Roberto comentou um pouco sobre a vitória sobre as holandesas:

- Ainda estamos oscilando na competição. O nosso saque e o bloqueio melhoraram, mas o passe ainda precisa evoluir. Hoje fiquei feliz com a disposição do time e desde de ontem a energia da equipe estava muito boa. Sentimos um comprometimento muito grande das jogadoras pelo resultado. Tanto no vídeo, como na vinda para o ginásio e no vestiário, a energia estava diferente e isso contagiou o grupo. Esse é o Brasil que conhecemos e queremos. - comentou o treinador.

Pelo lado brasileiro, Gabi e Fê Garay foram algumas das destaques. Tandara, maior pontuadora da partida, com 28 pontos, também falou após a partida:

- Hoje veio uma vitória que precisávamos na competição. Isso mostra a força desse grupo e o quanto estamos entregues na busca pelos nossos objetivos. Amanhã teremos uma partida ainda mais importante e sabemos que será uma outra pedreira. Vamos ter que estar bem preparadas. - concluiu.