Raulian Paiva, que vem de três vitórias seguidas no UFC, encara Sean O'Malley de olho no ranking da categoria

Raulian Paiva, que vem de três vitórias seguidas no UFC, encara Sean O'Malley de olho no ranking da categoria (Foto: arquivo pessoal/ Instagram)

LANCE!
03/12/2021
16:18
Rio de Janeiro (RJ)

O peso-galo brasileiro Raulian Paiva ocupa hoje a décima sexta colocação do ranking da categoria. No dia 11 de dezembro ele terá a chance de escalar mais alguns degraus rumo ao topo da divisão. No UFC 269, que será realizado em Las Vegas, o amapaense terá pela frente a promessa americana Sean O'Malley, que está a sua frente não ranking, na décima quarta colocação. Em entrevista ao podcast MMA Hoje, Raulian, que vem de três vitórias seguidas, a última delas no peso-galo, disse que é uma grande oportunidade para ganhar mais projeção e mostrar que tomou a decisão certa ao subir de peso.

“Ele é um cara que vende bem, que o UFC tem um grande carinho e que tem muitos fãs, então é uma grande oportunidade para mostrar o porquê estou ali no UFC. E também para mostrar o meu potencial nessa categoria, pois muita gente duvidou de mim quando eu subi de categoria… Estou vindo de três vitórias consecutivas, a última muito boa contra o Kyler Phillips, quando peguei a luta faltando apenas quatro semanas. Ele estava invicto e eu ganhei a luta. Fiz um lutão e ganhei o bônus de luta da noite. Já o O’Malley vem de uma luta mediana, enfrentou um rapaz que aceitou a luta em cima da hora… Mas nós dois estamos vindo de vitória, somos novos e será um teste para entrar no top 10 do ranking”, disse Paiva.

Com 24 lutas no cartel, sendo 21 vitórias e apenas três derrotas, Raulian Paiva era o décimo quinto do ranking antes da luta contra O’Malley ser agendada. O brasileiro disse que não sabe o motivo de ter sido removido do ranking, mas garante não se importar com isso.

“Eu era o décimo quinto do ranking. Não sei porque eu sai. Não sei se é por conta deste luta e depois eu volto… Mas isso também não me interessa”, analisou Raulian. “Quando ofereceram o O’Malley eu aceitei na hora. Por que não? E, querendo ou não, o UFC é uma empresa e eu sou funcionário da empresa. Ele está ranqueado, mas se o UFC me jogar um estreante, eu vou lutar. Eu sou funcionário da empresa e sou pago por isso. Não vou escolher adversário. Mas é claro que é melhor um cara ranqueado. E ele é um cara que vende. Ganhar de um cara desses tira a dúvida de muitas pessoas”.

A entrevista completa, onde Raulian Paiva fala sobre a luta, conta a sua história e aborda outros assuntos vai ao ar na próxima quinta-feira (9). O programa, que é comandado por Raphael Auad, estará disponível no YouTube do canal MMA Hoje (https://www.youtube.com/c/MMAHoje), no Spotify e nas principais plataformas de Podcast.