Gané conhece o quinto triunfo e pode entrar no Top 5 (Foto: Reprodução)

Gané conhece o quinto triunfo seguido dentro do UFC e pode entrar no Top 5 dos pesados (Foto: Reprodução)

TATAME
28/02/2021
00:53
Las Vegas (EUA)

Diferente de um combate explosivo previsto por fãs e especialistas, a luta principal do UFC Vegas 20, noite de sábado (27), nas instalações do Ultimate em Las Vegas (EUA), foi marcada pelo estudo e um ritmo mais cadenciado. Com domínio nos cinco rounds, Ciryl Gané deu um nó tático em Jairzinho Rozenstruik e venceu por decisão unânime. O francês segue invicto na organização com cinco vitórias e se aproxima do Top 5 na categoria dos pesados. No co-main event, o russo Magomed Ankalaev engatou o sexto triunfo consecutivo.

Três brasileiros fizeram parte do UFC Vegas 20 e o saldo foi positivo. Pedro Munhoz e Thiago Moisés venceram Jimmie Rivera e Alexander Hernandez, respectivamente. Já Mayra Sheetara, que perdeu um ponto no primeiro round após segurar a grade para evitar uma queda, ficou no empate majoritário com Montana de la Rosa.

Estratégico, Gané vence Jairzinho

Os dois atletas ficaram se estudando bastante no começo. Jairzinho Rozenstruik estava esperando mais para aplicar uma blitz no francês. Já Ciryl Gané foi estudando o adversário por quatro minutos e, na reta final do round, iniciou o jogo na luta agarrada, conseguiu uma queda, mas não teve tempo para trabalhar algo a mais. O panorama do segundo assalto seguiu o mesmo. O europeu foi controlando a distância e ditando um ritmo mais cadenciado, fazendo com que “Bigi Boy” não achasse o melhor tempo para atacar.

O terceiro round do combate se manteve na mesma toada, com poucos momentos de infight entre os pesos pesados de elite da categoria. Fiel à estratégia, Gané mantinha a distância de Jairzinho com chutes baixos e jabs, anulando completamente o jogo do adversário. Com vitória em todos os rounds, Ciryl venceu por decisão unânime e segue invicto no UFC (5-0) e MMA (8-0). Já Rozenstruik perdeu a segunda na companhia.

Sheetara fica no empate com Montana

Montana de la Rosa não perdeu tempo e logo aplicou o seu jogo de grappling, pressionando Mayra Sheetara. A brasileira, para não ser derrubada, segurou a grade e, de imediato, o árbitro Jerin Valel paralisou o confronto e tirou um ponto da atleta da Chute de Boxe/Diego Lima. Em desvantagem, a mineira tentou usa o clinch do Muay Thai com joelhadas, mas a oponente conseguiu abafar as investidas com a luta agarrada.

Após orientação do córner Diego Lima, Mayra voltou mais agressiva e quase acertou um high kick. A brasileira defendeu boa parte das investidas da americana no grappling. Na reta final do segundo round, Montana derrubou, conectou alguns golpes e até ensaiou finalizar no katagatame. Fisicamente, Sheetara estava mais inteira e seus ataques foram castigando o rosto da adversária, que segurou a luta na grade para evitar a trocação e anular o jogo da mineira. No fim dos três rounds, os árbitros assinalaram empate majoritário.

Pedro vence revanche contra Rivera

O combate teve um início intenso, com os dois atletas buscando a trocação. Jimmie Rivera, em uma oportunidade, tentou derrubar na single leg, mas Pedro Munhoz defendeu com sucesso. O paulista trabalhou low kicks na perna esquerda do adversário – que sentiu os ataques. O nível do segundo round continuou intenso. O americano, visivelmente mais desgastado e com a perna castigada pelos chutes, tentou derrubar, mas não teve êxito nas investidas. O paulistano seguiu agressivo e conectando os golpes mais contundentes.

Para o último assalto, Rivera precisou trocar de base para não dar mais espaço para o brasileiro. O lutador de origem latina perdeu um pouco do ritmo, mas seguiu mostrando raça e vontade. O brasileiro foi cercando e aplicando combinações de golpes. Por decisão unânime, Pedro venceu a revanche contra Rivera depois de cinco anos e se recupera após duas derrotas no UFC. Já “El Terror” volta a ser derrotado no peso-galo.

Ankalaev e Caceres são destaques

No co-main event, válido pela categoria dos meio-pesados, Magomed Ankalaev levou a melhor por decisão unânime sobre Nikita Krylov. O russo alcança a sexta vitória seguida no UFC. Já o ucraniano segue oscilando e tem três derrotas em cinco combates. Na abertura do card principal, Alex Caceres dominou o confronto e derrotou Kevin Croom por decisão unânime. O peso-pena agora alcança a quarta vitória seguida na categoria. “Crash” segue sem vencer no UFC com um “No Contest” na luta de estreia e agora um revés.

Thiago tem atuação segura e vence

O primeiro round teve Alexander Hernandez rodondo mais o cage para tentar encontrar a distância, enquanto Thiago Moisés, mais postado, usou low kicks e golpes de encontro no corpo para responder. Para o segundo assalto, ouvindo a orientação do córner, o brasileiro voltou andando para frente e buscou combinações de golpes. O americano seguiu usando fintas para atacar e confundir o adversário.

No terceiro e decisivo round, o panorama do duelo seguiu o mesmo, com os lutadores trocando em pé e não buscando o jogo de grappling. O brasileiro, então, cresceu no combate, conectou mais golpes e ficou chamando o americano para a luta. No fim, por decisão unânime, Thiago chegou ao terceiro triunfo seguido e segue em ascensão no peso-leve. Já Hernandez conhece o segundo revés em três apresentações no UFC.

Destaques do card preliminar

Com atuação segura nos três rounds, Alexis Davis derrotou Sabina Mazo por decisão unânime e se recupera após três derrotas. Já a colombiana tem a série de três triunfos interrompidas. Já no peso-galo, Ronnie Lawrence acelerou o ritmo no terceiro round para vencer Vince Cachero por nocaute técnico no ground and pound. “The Heat” estreia com vitória na companhia e “The Anomaly” registra o segundo revés e já fica ameaçado de corte. Na primeira luta da noite, Dustin Jacoby derrotou Maxim Grishin por decisão unânime após três rounds disputados. O meio-pesado americano consegue a segunda vitória no UFC, enquanto o russo, que estourou em 2,1kg o limite da divisão na pesagem sexta (26), volta a ser derrotado na franquia.

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC Vegas 20
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 27 de fevereiro de 2021

Card principal

Ciryl Gané derrotou Jairzinho Rozenstruik por decisão unânime dos jurados
Magomed Ankalaev derrotou Nikita Krylov por decisão unânime dos jurados
Montana de la Rosa e Mayra Sheetara ficaram no empate majoritário
Pedro Munhoz derrotou Jimmie Rivera por decisão unânime dos jurados
Alex Caceres derrotou Kevin Croom por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Thiago Moisés derrotou Alexander Hernandez por decisão unânime dos jurados
Alexis Davis derrotou Sabina Mazo por decisão unânime dos jurados
Ronnie Lawrence derrotou Vince Cachero por nocaute técnico no 3R
Dustin Jacoby derrotou Maxim Grishin por decisão unânime dos jurado