Internacional x Caxias - Guerrero

Itamar Aguiar

Futebol Latino
07/04/2019
11:51
Porto Alegre (RS)

Nove meses depois de seu último compromisso oficial, o atacante peruano Paolo Guerrero disputou nesse sábado (6) contra o Caxias pela semifinal do Campeonato Gaúcho seu primeiro jogo e, nas primeiras impressões, certamente o centroavante do Inter trouxe esperança ao torcedor Colorado.

A movimentação do camisa 9 característica de suas boas apresentações já nos tempos de Corinthians e Flamengo confundiu bastante o sistema de marcação do Caxias.

Acostumados no último fim de semana a postura mais estática e de presença física aplicada por outros centroavantes gringos como o colombiano Tréllez ou o uruguaio Jonatan Álvez, o encaixe de Guerrero na defesa do clube Grená foi tão benéfico aos mandantes como deixou por muitas vezes exposta a meta defendida por Luis Cetin.

Quem também se destacou nesse contexto e entrou como uma combinação digna de trazer uma boa alternativa a comissão técnica foi Guilherme Parede.

Fazendo uma função semelhante a de Willian Pottker, ele se mostrou muito incisivo nos lances principalmente pelo lado esquerdo (algo que se traduziu no gol que carimbou a vaga do Internacional na decisão do Campeonato Gaúcho) e conseguiu ratificar o início promissor que teve no clube após suas chegada do Coritiba no início de 2019.

Mais do que a possibilidade de atuar bem no plano ofensivo, algo que não vinha sendo um verdadeiro problema, os comandados de Odair Hellmann passaram por um compromisso importante tendo segurança defensiva.

Apesar do jogo na Libertadores frente ao River não ter sido nem de longe um dos piores da defesa do Inter, a forma do surgimento dos dois tentos sofridos acabou tirando um pouco do brilho da equipe em relação a capacidade de mitigar os ataques de seus oponentes.