Rodrigo Caetano

Foto: Divulgação/Internacional

LANCE!
13/11/2019
16:28
Porto Alegre (RS)

Após duas temporadas complicadas em 2016 e 2017, o Internacional apostou na contratação de um experiente dirigente para os dois anos seguintes. Rodrigo Caetano foi a bola da vez no Colorado e correspondeu a muitas expectativas de quando foi contratado.

Vencedor em vários clubes durante a carreira, o dirigente recolocou o Internacional no caminho das vitórias. Ainda sem título pelo clube, ele foi responsável por grandes campanhas que o Colorado fez recentemente, algo pouco comum para um time recém-promovido da Série B.

Ainda no ano passado, viu o Inter brigar pelo título do Brasileirão e terminar a competição na 3ª posição, garantindo uma vaga na fase de grupos da Libertadores. Neste ano, a evolução foi ainda maior. O Colorado chegou até as quartas de finais da Libertadores e chegou a duas finais, a do Campeonato Gaúcho e da Copa do Brasil.

Caetano foi importante tanto na contratação de jogadores como internamente
O dirigente buscou atletas como Paolo Guerrero, que estava em baixa e recuperou o seu futebol no time gaúcho, sendo hoje peça fundamental no time de Zé Ricardo e um dos artilheiros do time gaúcho na temporada.

Dentro do vestiário, foi importante também para conduzir o elenco de forma tranquila e sem grandes confusões. D'Alessandro, um dos maiores ídolos da história do Internacional, por exemplo, ficou boa parte do tempo com Odair Hellmann no banco de reservas, sem problemas.

O trabalho no Inter já chama a atenção de outros clubes importantes do futebol nacional. Tanto o Palmeiras quanto o Corinthians já especularam o diretor, que renovou o seu contrato com o Colorado até o fim de 2020.