Futebol Latino
20/08/2020
13:24
Rio de Janeiro (RJ)

Antes mesmo da delegação do Grêmio retornar a cidade de Porto Alegre, o clube realizou a apresentação da sua última contratação, o atacante Everton. Mantendo a tradição dos últimos anos constituída pelo seu xará, Everton Cebolinha, ele utilizará a camisa 11 com a qual posou para fotos.

Já nas suas primeiras palavras como jogador do Tricolor, o atleta que chega em negociação em que Luciano foi para o São Paulo disse que não houve qualquer resistência de sua parte em aceitar a possibilidade de atuar no Imortal.

Seja pelos anos recente vitoriosos do clube como também pelo "namoro antigo" existente entre as partes e a influência de trabalhar com o técnico Renato Portaluppi, nome bastante elogiado por ele:

- Foi muito fácil, eu dei o ok desde o primeiro contato. Minha família está bastante contente, também. O Grêmio é um clube gigante, nos últimos anos vem conquistando títulos e estou muito feliz. Agora vou trabalhar e, se Deus quiser, as coisas vão acontecer bem. O Grêmio era um namoro antigo, tentou me contratar uma vez, no Flamengo e, dessa vez, não poderia deixar passar. O Renato é um cara vencedor, que vem ganhando há muito tempo aqui no Grêmio. Estou muito feliz de trabalhar com ele, foi essencial para a minha contratação e vou batalhar bastante para ter a minha história aqui também.

Burocraticamente, o único aspecto pendente para que ele possa estrear com a camisa gremista é a publicação de seu novo acordo junto a Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, algo que o clube espera ocorrer antes do jogo diante do Vasco, domingo (23) às 16h, em São Januário.

Isso porque, no aspecto físico, Everton disse que vinha trabalhando junto com o grupo do São Paulo e se sente apto a ser acionado caso seja a intenção de Renato:

- Vai depender da conversa que terei com o Renato. Eu estou me sentindo bem, vinha treinando normalmente no São Paulo e estou bem. 

Everton apresentado no Grêmio
Everton foi apresentado pelo Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)