Renato Gaúcho

Divulgação/Lucas Uebel/Grêmio

LANCE!
09/09/2020
14:53
Futebol Latino

A quarta-feira é de festa para Renato Gaúcho, já que o ídolo e atual treinador do Grêmio completa 58 anos de vida. Porém, apesar de toda a alegria da data, o comandante se vê em situação delicada no Tricolor.

No comando da equipe desde a temporada 2016, Portaluppi não passou um ano em branco no quesito títulos. Entre as taças estão a Copa do Brasil e a tão cobiçada Libertadores da América, conquistada em 2017, diante do Lanús.

Mesmo com o futebol ofensivo e vitórias em cima do Inter, maior rival gremista, Renato Gaúcho sofre com os questionamentos das arquibancadas, que ganharam coro em outubro do ano passado, quando o Grêmio foi massacrado pelo Flamengo, na semi da Libertadores.

Nesta temporada, nem mesmo o título gaúcho, o terceiro consecutivo, amenizou as críticas. Na decisão, o Tricolor passou sufoco nos duelos contra o Caxias, time que disputa a Série D do futebol nacional e ligou o sinal de alerta no clube.

Uma das maiores críticas é em relação ao desempenho do Grêmio no Campeonato Brasileiro. Desde quando reassumiu o comando do Tricolor, Portaluppi tem deixado de lado o torneio nacional e irritou os torcedores, que enxergam no time potencial para brigar com os principais rivais do país.

Nesta edição o Grêmio está apenas na 14ª colocação, com 8 pontos. Em sete jogos, o Tricolor venceu apenas um e chegou a figurar a zona de rebaixamento na rodada passada.

O próximo compromisso do Tricolor está marcado para quinta-feira, quando visita o Bahia, em Pituaçu.

placeholder