Universidad Católica x Grêmio

(Foto: MARTIN BERNETTI / AFP)

Futebol Latino
07/04/2019
13:43
Porto Alegre (RS)

Acostumado a render no nível e acima da média esperada nas últimas quatro temporadas, o Grêmio tem se deparado na Copa Libertadores em 2019 com atuações que colocam o elenco de Renato Portaluppi em uma situação inusitada: Recuperar a regularidade de bons jogos tanto no estadual como no torneio continental.

O primeiro passo para ter o ganho de confiança necessária nesse momento de instabilidade na Liberta virá nesse domingo (7) às 16 h recebendo o São Luiz na Arena pela semi do Gauchão.

Um empate em 0 a 0 coloca a equipe em situação de necessidade de vitória e, com o gol qualificado, qualquer igualdade marcando é placar suficiente para a equipe de Ijuí protagonizar uma zebra de proporções consideráveis na cidade de Porto Alegre. 

O impacto do resultado e do desempenho nesse fim de semana poderá ser imediato em outra decisão dos próximos dias que será receber o Rosario Central-ARG pela Libertadores na quarta-feira (10).

Em penúltimo lugar na tabela do Grupo H, não ganhar dos argentinos em casa pode significar a eliminação matemática do Imortal caso a Universidad Católica-CHI vença em casa o Libertad-PAR no outro jogo da chave.

E, por fim, vencer nesse domingo significa passar a uma decisão provavelmente no fim de semana seguinte onde, do outro lado, estará o arquirrival Inter, embalado e sedento por começar o ano superando o maior adversário local para manter sua boa fase.

Com tantos jogos desse caráter e mediante aos jogos dignos de baixa crítica, Renato já avisou que pode realizar mudanças no time considerado titular. Sabendo-se de maneira garantida que Luan estará de fora devido a um "trabalho de recuperação física" segundo coletiva convocada pelo treinador gremista na última sexta-feira (5).