Tinga - Cruzeiro

Bicampeão brasileiro pelo clube, ex-volante conta sobre atritos que acabaram unindo o elenco (Foto: Divulgação)

LANCE!
10/02/2022
13:13
São Paulo

O ex-volante e multicampeão Tinga foi o convidado na estreia do podcast  Denílson Show, do pentacampeão Denilson, comentarista da Band. Durante o papo, Tinga contou um pouco sobre uma confusão que precedeu títulos importantes na história do clube.

Se dentro dos gramados o Cruzeiro foi histórico ao conquistar o bicampeonato brasileiro de 2013 e 2014, fora dele o clima entre os jogadores e a direção do clube, não foi um dos melhores. Tinga era um dos mais experientes do elenco, e muitas das vezes foi um apaziguador dos ânimos nos bastidores

- O Cruzeiro foi o clube onde eu menos joguei e onde eu mais trabalhei (...) Como eu era o mais velho, os caras tinham isso de sentar para conversar comigo quando ficavam bravos. Eu como não era titular ou capitão me posicionava desse jeito. A diretoria me chamava na sala e falava ‘vamos por este caminho aqui’, e assim comecei a trabalhar com gestão ainda jogando. Nosso grupo ganhou dois brasileiros, mas teve muito problema. Quando você tem 20 jogadores bem posicionados na carreira do futebol, tudo é legal até a pré-temporada. Mas depois que separa os coletes, aí as coisas começam…  - falou o ex- jogador. 

Durante a entrevista Tinga foi revelando diversos episódios que marcaram internamente aquele elenco, mas um em especial foi fundamental para as conquistas.

- Para resumir: 12 pegaram o voo mais cedo e vieram embora. No outro dia teve discussão com quem não veio nesse voo e chamaram todo mundo para a sala da diretoria. Aí os caras se agarraram ali mesmo. E foi ali que a gente começou a ganhar o campeonato - afirmou ele.

Tinga explica que essa briga foi decisiva porque causou uma espécie de pacto entre os jogadores no qual ele mesmo teve papel fundamental.

O podcast Denilson Show estreou na última segunda-feira (07), no YouTube.