Robinho

Robinho teve contrato suspenso com o Santos na última sexta-feira (Foto: Jota Erre/Photo Premium)

LANCE!
17/10/2020
14:50
São Paulo (SP)

Em entrevista ao 'Uol Esportes' divulgadas neste sábado, Robinho afirma em determinado trecho que 'infelizmente existe um movimento feminista' e afirma que 'muitas mulheres às vezes não são nem mulheres, para falar um português claro'. O trecho repercutiu na internet.

Defensores do movimento feminista destacaram que a crítica de Robinho contra o feminismo se deve a pressão feita na internet para que o jogador não jogasse pelo Santos. O atleta foi condenado em primeira instância na Itália com nove anos de cadeia por violência sexual contra uma mulher em 2013. Robinho nega as acusações.

- Um condenado por estupro, ~criticar~ o feminismo é um endosso ao movimento. Só mostra o quão importante é levantar a voz e pressionar.
Se tá chatão pra você, Robinho, é porque estamos no caminho certo - afirmou a jornalista Joana Treptown, no twitter.

- Não estou entendendo a revolta de vocês. É claro que caras como Robinho lamentam a existência do movimento feminista. E eu não vejo sinal melhor de que o feminismo está no caminho certo do que o incômodo de caras como ele. Sigamos! - disse outra internauta.

Robinho foi condenado em primeira instância por violência sexual na Itália. O recurso do atacante começará a ser julgado em segunda instância em dezembro.