VAR - Gatito - Botafogo x Internacional

Ferj foi acionada na Justiça por dívida de R$ 450 mil (Foto: Celso Pupo/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
14/07/2021
23:12
Rio de Janeiro (Rj) 

A Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) foi processada em cerca de R$ 450 mil pela empresa Hawk-Eye, responsável pelo fornecimento da tecnologia utilizada no VAR. Na Justiça, o grupo alega que não recebeu os pagamentos referentes a 13 partidas do Campeonato Carioca de 2020 em que o sistema foi usado. 
+ Confira a classificação atualizada do Brasileirão

Segundo a ação, o contrato estipulava valores por partida que variavam entre R$ 25 mil e R$ 40 mil, sendo pagas em até três parcelas entre fevereiro e março de 2021. O acordo não foi honrado.

Procurada pela entidade carioca para trabalhar nas fases finais do Cariocão 2021, a empresa se negou a realizar o serviço. A federação foi obrigada a contratar outro grupo de tecnlogia.

Em nota ao portal 'ge', a Ferj reconheceu a dívida e alegou dificuldades financeiras para justificar a questão.

– É fato mais do que sabido que a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro não recebeu o pagamento da última cota do Campeonato Carioca de 2020. Esse fato, aliado à ausência de receita pelos jogos sem público, teve como consequência a impossibilidade de cumprir o compromisso com a Hawk Eye, situação que será sanada tão logo seja possível. A Ferj vem desenvolvendo esforços nesse sentido, pede desculpa pelo transtorno causado e reafirma que não deixará de honrar seus acordos.