Renata Fan no Jogo Aberto

Renata Fan é torcedora do Inter e apresentadora da Band (Reprodução/Band)

LANCE!
26/02/2021
17:23
Porto Alegre (RS)

Renata Fan não teve um dia nada fácil no "Jogo Aberto" desta sexta-feira, já que o Internacional, seu time do coração, não saiu do empate diante do Corinthians e deixou escapar o título do Brasileirão, que ficou com o Flamengo. A loura foi zoada no programa pelos comentaristas que vestiram perucas grisalhas para dizer que Renata vai envelhecer antes de ver o Colorado acabar com o jejum no torneio nacional.

Após a zoeira, Renata resolveu falar da partida do Colorado e criticou o árbitro da partida e o VAR, que anulou dois gols do clube gaúcho.

- Wilton Pereira Sampaio, convicto, marca um pênalti e, quatro minutos (depois) ele vai para o VAR, volta e faz aquele gesto (com os braços, anulando o pênalti) (...) Só queria que tivesse sido um pouco mais transparente, com menos interferências. Não vou dizer que foi só por isso, mas acho que isso é grande parte da perda do título. Não gostei como a arbitragem se comportou nos últimos jogos - disse, desapontada.

A apresentadora, no entanto, reconheceu que o time perdeu pontos cruciais em outros jogos que se não fosse isso teria sido campeão.

- Para não ficar só choro, claro que o Inter teve tropeços, assim como o Flamengo, ou não teria conquistado o título com um ponto só - afirmou.

GABIGOL X GALHARDO
Tiago Galhardo causou polêmica a fazer o gesto do "cheirinho" associado por torcedores rivais ao Flamengo. No entanto, o jogador afirmou que a provocação nada tinha a ver com o clube carioca e sim com o Grenal que tinha acabado de acontecer. A justificativa não impediu Gabigol de "revidar" após o título na noite passada. O atacante do Flamengo chamou o do Inter de 'moleque' dizendo que ele não foi nem campeão e nem artilheiro.

R
enata disse que entendia a rixa entre os dois, mas cutucou o flamenguista em defesa do colorado.

- Eu entendo que vocês ficaram "bolados" que o Galhardo provocou, mas ele fez mais gols do que você no campeonato - disse ela, para o jogador do Flamengo, que assim como Galhardo, não foi artilheiro do Brasileirão.

Gabigol marcou 14 vezes, Galhardo, 17. A artilharia foi dividida entre dois jogadores: Claudinho, do RB Bragantino, grande destaque do 'Bola de Prata' desta sexta-feira e Luciano, do São Paulo, que também levou um troféu para casa, justamente o de artilheiro. Ambos marcaram 18 vezes.