Lucas Torreira - Atlético de Madrid

'NÃO QUERO MAIS'! Em desabafo, Lucas Torreira escolhe regressar à América (Foto: Álex Marín / Atlético de Madrid)

LANCE!
10/04/2021
10:32
Rio de Janeiro (RJ)

O volante Lucas Torreira, de 25 anos, é mais um nome de grife que estampa os noticiários do Flamengo. Cobiçado no continente europeu nas últimas temporadas, o uruguaio, porém, surpreendeu a imprensa local, no começo de abril, ao afirmar que não estaria mais aguentando atuar na Europa. Fora de campo, o possível reforço do Rubro-Negro passou por momentos delicados.

+ É decisão! Acompanhe a reta final da Liga dos Campeões e veja os resultados

A mãe do jogador faleceu, aos 53 anos, no Uruguai, vítima de Covid-19, no começo do mês. A perda precoce da incentivadora do colega de De Arrascaeta na seleção uruguaia acabou afetando o psicológico dele. O jogador deixou um desabafo emocionado à ESPN Argentina. Agora no Atlético de Madrid, ele assumiu que quer regressar à América do Sul, para jogar no Boca Juniors, e contou estar farto da Europa.

- Não é uma decisão repentina, motivada pela minha mãe. Sempre disse que queria jogar no Boca Juniors, é um dos meus grandes objetivos. E se não fora agora, que seja em junho. Quando a minha mãe morreu, um dos primeiros telefonemas que recebi foi do meu representante e fui muito honesto com ele: "Não quero jogar mais na Europa, quero ir para o Boca Juniors" - disse ele.

- Só um louco como o meu filho pode querer sair da Europa para regressar à América do Sul - completou Ricardo Torreira, pai do volante, em tom de brincadeira.

O movimento de pedir para deixar o continente chamou a atenção. Nesta semana, o responsável pelo jogador chegou a confirmar o interesse do Flamengo e revelou onde o volante deseja atuar.

Torreira tem contrato com o Arsenal até junho de 2023 e custou 30 milhões de euros aos cofres do clube londrino, em 2018. Assim que chegou aos Gunners, o camisa 5 chamou a atenção pelo vigor físico e o forte poder de marcação. Três anos depois, ele foi emprestado ao Atlético de Madrid - depois de perder espaço na Inglaterra. Torreira atua na Europa desde 2014.