Alexandre Pato - Orlando City

Pato renovou recentemente com o Orlando City (Reprodução/Twitter)

LANCE!
18/01/2022
12:38
Rio de Janeiro (RJ)

O atacante Alexandre Pato, que recentemente renovou o contrato com o Orlando City, dos Estados Unidos, fez uma longa postagem onde listou 17 motivos para idolatrar o tenista Novak Djokovic, que foi deportado da Austrália por não apresentar um comprovante de vacinação contra a Covid-19.

O jogador usou termos preconceituosos contra a vacina entre os argumentos que listavam ainda doações de Djokovic e resultados desportivos. Entre as frases, Pato chama a Covid-19 de 'vírus chinês', fala em 'peste chinesa' e diz que o tenista recusou tomar a 'picada experimental'. Logo depois de postar, Pato apagou a publicação dos stories.

Lembrando que nenhuma vacinação contra a Covid-19 no Brasil e no mundo é considerado 'experimental' pelos órgãos de saúde responsáveis. Em documento divulgado em setembro de 2021, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) explica que todos os imunizantes passaram pelas verificações exigidas.

- Todas as vacinas em uso no Brasil tiveram condução de estudo de fase três de pesquisa clínica e já encerraram esta etapa - disse o comunicado.

Nas redes sociais, as falas de Alexandre Pato repercutiram mal. O jogador foi amplamente criticado, parando nos assuntos mais comentados do Twitter.

- Alexandre Pato jogou pelo Tianjin Tianhai por dois anos. Pelo jeito, o dinheiro da China não é tão amaldiçoado assim - disse um homem, ao listar as falas de Pato.

- Alexandre Pato defendeu Djokovic dizendo que, além de um grande atleta, pode escolher não se vacinar. NOJO! - postou um perfil de torcida do São Paulo.

Veja mais publicações.