Neto - Comentarista

Neto é ídolo do Corinthians e atualmente é apresentador esportivo na "Band" (Reprodução)

LANCE!
06/04/2020
15:33
São Paulo (SP)

Ex-jogador, ídolo do Corinthians, e apresentador da "Band", Neto contou, neste segunda-feira, sobre o motivo que o levou a fazer uma cirurgia bariátrica há 10 anos, revelou sofrer ameaças de morte e disse que irá morar fora do país quanto chegar aos 60 anos. Em entrevista ao "UOL", ele confessou que não se arrepende do que fala.

- Dificilmente tenho esse lance de me arrepender das coisas que faço errado. Quando magoo uma pessoa, um jogador, ex-jogador, a mãe do jogador, o pai do jogador, faz parte da minha profissão. Não posso ficar pedindo desculpas toda hora para as pessoas, senão vou ser o "Zé Desculpa", entendeu? - disse ele, e completou:

- Agora, por outro lado, também não me importo com as críticas, o que é muito legal da minha parte. Acho que isso é uma coisa essencial. Talvez a minha família sofra mais com as críticas do que eu, caguei para as críticas. Na verdade, tive um entendimento como pessoa que caguei para todo o mundo. Aí, falo aquilo que vem na minha cabeça e tenho que ser responsável pelas coisas que falo. Foda-se quem ficar bravo, foda-se quem ouvir, e aquele que não quiser que mude de canal.

Outro ponto que Neto desabafou na entrevista foi quanto ao medo de perder seu emprego na televisão. O ex-atleta disse que José Maria Marin (ex-presidente da CBF e os treinadores Luiz Felipe Scolari e Luxemburgo já pediram a sua demissão do canal, onde apresenta o programa "Os Donos da Bola".

- Tenho 20 anos de Band, renovei o meu contrato até 2022. Trabalhei na Rede TV! também, durante quase três, quatro anos e foi muito bom lá. Trabalhei na Record. E, quando eles fizeram isso, fiquei com muito medo. Por quê? Porque as pessoas poderosas conseguem muitas coisas sem aparecer, no anonimato, sabe? É o vírus do mal. Mas fui chamado e, muito pelo contrário, só me fortaleci.

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS DO CRAQUE NETO:


CIRURGIA BARIÁTRICA
- Na verdade, fiz a minha operação bariátrica, porque uma vez estava transando e não vi o p**. Aí falei: "Pô, estou em uma situação muito difícil, muito fodida". É muito desagradável a pessoa não conseguir enxergar o pinto, né? Aí fui no médico. Já tem dez anos que fiz a cirurgia. Eu estava pesando 125 quilos, hoje eu peso uns 78 quilos. E a minha ro** cresceu três centímetros. Aí tive acompanhamento, parei de comer gordura. (...)  Comecei a comer melhor. E tenho uma vantagem também, parei de beber. Há 19 anos não tomo bebida alcoólica e não fumo há 14 anos, porque um amigo meu morreu de câncer e meu filho nasceu. Não fiz promessa.

ATAQUES PESSOAIS
- Tem muita gente que não suporto no futebol. Tem muita gente que não suporto na televisão. Conheço pessoas que não são aquilo que aparentam ser. Por sinal 90% das pessoas. Então, é por isso que pessoas como você, como eu e tantas outras que trabalham nesse segmento são confrontadas. (...) Mas já tive medo de ser mandado embora por tudo isso. Já tive medo, sim, de perder o emprego por isso. Mas o sr. Johnny Saad [presidente do Grupo Bandeirantes] nunca deixou isso acontecer. Essa eu acho que é a grande força da Band, essa identificação da verdade e esse entendimento de que as pessoas que trabalham ali trabalham em função da TV Bandeirantes.

PLANOS PÓS-TELEVISÃO
- Eu vou embora do país. Quando fizer 60 anos, quero ir morar em Orlando. Quero que os meus filhos possam fazer uma faculdade lá. Quero ficar no anonimato, sabe? Quero ser uma pessoa comum, normal. Eu sou, entendeu? Sou uma pessoa comum, mas sou muito famoso, sabe? E a gente já está tirando green card [visto para viver nos EUA], tudo bonitinho. Nunca fui de pensar em futuro assim, mas quero com mais seis ou sete anos, ir morar em Orlando. E quero viver uma vida mais saudável, sabe? 

- É, você tem que estar magro para aparecer na televisão. Você tem que fazer a barba, saber a concordância, machucar as pessoas. Mas, ao mesmo tempo, você sabe que isso dá audiência. Você tem que buscar outros horizontes em determinados momentos. Você tem que fazer muitas outras coisas no dia a dia. Gosto de fazer isso, adoro fazer, amo fazer. Mas tenho certeza de que daqui a uns cinco anos vou dar uma parada.

PESSOAS TEMEM FALAR AS COISAS COM VOCÊ?
- As pessoas cagam de medo de falar a verdade na minha cara. Na verdade, ela não tem medo de mim, mas nem um pouco. É isso que mais me deixa puto, para falar a verdade. A única pessoa que não tem medo nenhum de mim é ela. Talvez por isso que eu a ame tanto, né? E é a mãe dos meus filhos, o que é muito legal. Mas acho que muitas pessoas têm medo de falar comigo talvez porque achem que sou um ogro, porque achem que vou cuspir na cara, ou porque achem que vou xingar.

AMEAÇAS
- Na verdade, tenho ameaças de morte constantes. É assim: eu recebo ameaça de morte quando as pessoas descobrem o meu telefone. Eu recebo ameaça de morte toda hora na internet, no Twitter, no Facebook e no Instagram. Eu só fiquei triste uma vez, se você quer saber. Quando uma pessoa falou que o meu filho ia morrer de câncer e que a minha mulher era puta. Aí eu fiquei muito triste. Eu até quis sair da internet, mas a minha mulher falou: "Mas espera aí! Você vai se preocupar com uma crítica, sendo que você tem milhões de seguidores? Você não pode fazer isso".

- Por exemplo: eu já tive alguns problemas em shopping, tipo assim, estou descendo a escada rolante e o cara está subindo e me xinga: "Ô, seu filho da puta, corintiano do caralho!". Só que ele subiu a escada rolante né? Graças a Deus! Nunca briguei com ninguém.