Tite

Treinador da Seleção, Tite foi chamado de 'lacrador' por torcedores (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

LANCE!
05/06/2021
11:45
Rio de Janeiro (RJ)

O Brasil levou mais três pontos para a classificação da Eliminatórias da Copa do Mundo 2022 ao vencer o Equador, nesta sexta-feira, por 2 a 0. Líder da competição que encaminhas as equipes para a Copa, mantendo um aproveitamento de 92% e tendo sofrido cinco gols em 17 jogos, Tite recebeu críticas do jornalista Milton Neves, que prevê a saída do técnico.

+ TABELA: Confira as disputas nas oitavas da Libertadores

+ Começou o Brasileirão! Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Na visão do jornalista, em seu blog no Uol, a Seleção não vem fazendo apresentações satisfatórias ao público, como teria sido na vitória de sexta, para ele. Contudo, o motivo que tiraria Tite da reta que encaminha à Copa do Mundo está fora de campo: desentendimentos sobre a disputa da Copa América no Brasil e um escândalo de abuso moral e sexual do presidente da CBF Rogério Caboclo poderiam tirar o campeão do mundo em 2012 com o Corinthians do cargo.

- Não é de hoje que a Seleção Brasileira não empolga mais ninguém. Por isso, não pegou de surpresa ninguém o joguinho bem fraco do escrete canarinho na noite desta sexta-feira, no Beira-Rio, contra o Equador. Mas, colocando os dois times no papel, fica muito claro que o Brasil poderia fazer muito mais. Acabou fazendo o mínimo, com Richarlison e Neymar, já no segundo tempo. E, para falar a verdade, a Seleção está dando emoção mesmo só nos bastidores - escreveu ele, que ainda classificou como "Sele-Sono". 

+ Denúncia de assédio sexual: relembre 12 polêmicas envolvendo Neymar

Ainda na opinião do apresentador da Band, Tite tem toda a liberdade de pedir para sair da CBF caso não esteja confortável com a situação. Milton ainda apontou que os jogadores abraçaram o treinador após os gols, demonstrando uma possível "despedida". Depois da partida, o volante Casemiro foi elogiado por um posicionamento firme. 

De acordo com dados do portal Goal, nos 17 jogos da Seleção nas Eliminatórias, o comando de Tite alcançou 15 vitórias e dois empates. Foram 44 bolas na rede contra cinco gols sofridos. Nas contas, o aproveitamento do grupo do professor bate 92%.