Ekaterina Nadolskaya (de preto) acusou Maradona de assédio sexual

Reprodução

LANCE!
03/07/2017
11:41

Convidado pela Fifa para a cerimônia de encerramento e premiação da Copa das Confederações, Diego Maradona acabou se envolvendo em uma confusão na madrugada de domingo para segunda-feira. Após ver a Alemanha ser campeã da competição, ao lado de Ronaldo e outros ex-jogadores, em São Petesburgo, o argentino foi acusado por uma jovem, identificada pela imprensa russa como Ekaterina Nadolskaya, de assédio sexual no hotel em que ele estava hospedado.

Segundo o site “Life”, a moça estava no quarto de Maradona para entrevistá-lo, quando ele teria tirado uma peça de sua roupa e ameaçado molestá-la, além de ter oferecido dinheiro a ela. Ekaterina, que é jornalista, também afirmou que, após dizer que chamaria a polícia, foi retirada do quarto por seguranças do ex-jogador.

A russa gravou um vídeo nos corredores do hotel, em que falava com os seguranças. Segundo o site Globoesporte.com, que presenciou a saída de Ekaterina do hotel, ela reclamou da ação.

- Eu estava no quarto dele e simplesmente chamou a segurança, que me levantou e botou neste sofá. Quero saber por que me tiraram do quarto. Eu não entendi o que aconteceu. Eu disse que só vou sair daqui com polícia. Eu disse para ele que ia chamar a polícia, ele disse que ia chamar a segurança então. Chegou o agente dele e chamou a segurança. O segurança chegou e me tirou do quarto e me colocou nesse sofá. Ele tentou mexer comigo, por que eu não posso chamar polícia? Chegou o agente dele, começou a falar grosso comigo, jogou meu telefone no chão. Eu fiquei com medo. No quarto dele ainda tem minhas coisas, não deu tempo de arrumar a minha bolsa. Peçam para ele devolver minhas coisas - afirmou a jornalista.