Cleber Machado, Galvão e Luis Roberto

Bradesco foi o maior investidor e aparecerá em todas as mídias da Globo (Foto: Divulgação/Globo)

LANCE!
26/06/2021
12:47
São Paulo (SP)

A TV Globo conseguiu atingir sua meta inicial de R$500 milhões com patrocínios para a Olimpíada de Tóquio, que começa no dia 23 de julho. A emissora teve menos tempo do que o habitual para fechar os acordos por causa das incertezas sobre a realização do evento por causa da pandemia da Covid-19. A informação foi publicada pelo portal 'Notícias da TV'.

+ Veja a tabela do Brasileirão!

A emissora da família Marinho conseguiu chegar ao valor em apenas dois meses. As cotas de TV foram distribuídas em três planos. A 'ouro', a mais cara, foi comprada apenas pelo Bradesco, que investiu sozinho R$ 96,9 milhões por espaço na TV aberta, por assinatura e internet. 

Netflix e Nivea compraram a cota prata, e Magalu e Ambev, a bronze. Alpagartas (dona da Havaianas) e Natura compraram espaços exclusivamente na internet. Restaram apenas as cotas do SporTV. A expectativa da empresa é chegar ao valor de R$ 600 milhões com as futuras vendas de merchans na tv por assinatura.

Com a Olimpíada, a Globo ficará no ar por 12 horas com transmissões e programas entre 22h30h e 11h. Programas como Profissão Repórter, Conversa com Bial e Mais Você não devem ir ao ar entre 23 de julho e 8 de agosto.

Ao todo, serão 50 profissionais enviados para o Japão, com repórteres e produtores, com narradores e comentaristas trabalhando dos estúdios no Brasil. No SporTV serão quatro canais cobrindo todas as competições. Fora da Globo, a Olímpiada também terá transmissão do canal Bandsports, da Band.