Palmeiras Parmalat 1994

Palmeiras contou com aporte financeiro da Parmalat entre 1992 e 2000 (Foto: Edu Garcia/Arquivo LANCE!)

LANCE!
02/01/2022
15:11
São Paulo (SP)

Morre Calisto Tanzi, fundador da Parmalat e ex-financiador de equipes esportivas, aos 83 anos, na noite deste sábado, na Itália. Calisto estava internado lutando contra o problema respiratório e cumpria prisão domiciliar após problemas jurídicos com a falência da empresa de bebidas lácteas. Calisto Tanzi era dono do Parma, clube italiano, e parceiro do Palmeiras

+ Veja a tabela de jogos do Campeonato Paulista 2022

O empresário italiano vivia na cidade de Parma, no centro da Itália, e estava em um hospital. Tanzi é considerado um dos administradores mais famosos de seu país, além de estar no centro de um dos escândalos fiscais mais assombrosos. A Parmalat, até então empresa familiar eu se tornou um polo multinacional, foi ao colapso no início dos anos 2000. Isso porque, em 2003, o rombo financeiro alcançava 14,5 bilhões de euros. Cerca de 150 mil pequenos investidores foram afetados na época. 

Seu dano também foi sentido no mundo dos esportes. Entre 1992 e 2000, o Palmeiras foi patrocinado pela empresa. Entre os anos de aporte financeiro, o clube alviverde com marcas dos imigrantes italiano conquistou a Libertadores, dois Campeonatos Brasileiros, Copa do Brasil, três Campeonato Paulistas e a Copa Mercosul. Além de contar com diversos craques, como Edmundo, Paulo Nunes, Roberto Carlos, Rivaldo, Flávio Conceição, Cafu e Djalminha.

O empresário também foi dono do clube Parma, da Itália. E patrocinou uma equipe de Fórmula 1 e outra de esqui. Seus negócios incluiam uma empresa de turismo e uma rede de televisão.

Calisto Tanzi
Calisto Tanzi morre na Itália aos 83 anos (Reprodução)