agressão

Jornalista é agarrada pelo pescoço enquanto filmava confusão após partida (Foto: Tv Clube)

LANCE!
07/05/2021
13:20
Altos (PI) 

A Federação de Futebol do Piauí (FFP) anunciou nesta quinta-feira que o homem que agrediu a jornalista Emanuelle Madeira, do portal GloboEsporte, foi proibido permanentemente de participar e assistir presencialmente às partidas organizadas pela Federação ou pela CBF. João Paulo dos Anjos Abreu, como foi identificado, agrediu a repórter enquanto ela gravava uma briga entre as equipes do Altos e do Fluminense-PI no jogo do estadual que aconteceu na última quarta-feira.

> Confira a classificação atualizada do Campeonato Piauiense e simule os jogos!

- A FFP informa que após apuração do caso baixou uma resolução suspendendo permanentemente a entrada de João Paulo dos Anjos Abreu nas praças esportivas em dias de quaisquer jogos promovidos pela entidade e pela CBF, mesmo que o seu nome apareça relacionado na pré-escala do clube - disse a FFP. 

O procurador João Evangelista Sena Júnior, do Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí, confirmou ao portal UOL, nesta sexta-feira, que provas do vínculo de João Paulo à Associação Atlética Altos. O agressor estava vestindo um uniforme do clube e o TJD do estado deve julgar até a semana que vem o envolvimento do time na agressão. Caso seja provado a ligação de João Paulo ao clube, o Altos pode ter seu estádio interditado até o fim do estadual e ser obrigado a pagar uma multa. 

Depois da vitória do Altos sobre o Fluminense-PI por 2 a 0 na última quarta-feira, os técnicos dos dois clubes começaram a discutir e levaram a uma briga generalizada entre jogadores e comissões técnicas. A repórter Emanuelle Madeira, que cobria a partida pelo GloboEsporte, gravava a cena quando João Paulo arrancou o celular da mão da jornalista e a agarrou

Este foi mais um episódio de confusão e violência no Campeonato Piauiense, que também contou com uma briga entre jogadores e torcedores do River-PI após uma derrota no clássico contra o Flamengo-PI.