Emerson Royal - Tottenham

Emerson Royal foi vítima de uma tentativa de assalto na madrugada desta sexta-feira, em Americana, em São Paulo (Foto: Paul ELLIS / AFP)

LANCE!
03/06/2022
19:19
Rio de Janeiro (RJ)

Após sofrer uma tentativa de assalto na madrugada desta sexta-feira (3), em Americana, em São Paulo, o lateral-direito Emerson Royal, do Tottenham, se pronunciou pela primeira vez sobre o caso. O jogador, que ficou em meio a uma troca de tiros entre o assaltante e um policial à paisana que estava presente no local, destacou que está bem, mas ressaltou que viveu um momento assustador. 

- Estou aqui para tranquilizar vocês e dizer que estou bem. Foi uma situação muito chata e não desejo que ninguém passe por isso. Foi assustador de verdade. Nasci e fui criado aqui (em Americana) e em São Paulo, mas nunca tinha passado por uma coisa desse tipo. Mas tinha uma pessoa no momento certo e na hora certa, que pediu para tirar foto comigo e acabou salvando a minha vida - escreveu.

- Tenho que agradecer a Deus que, no meio de 29 tiros, ninguém da minha família foi atingido. Mais para frente volto com detalhes para vocês. Obrigado pelo apoio e pelas mensagens - completou.

+ Lateral da Seleção Brasileira sobrevive a troca de tiros durante tentativa de assalto

O lateral-direito Emerson Royal, de 23 anos, pertence ao Tottenham, da Inglaterra. Revelado na Ponte Preta, de São Paulo, o jogador está de férias em Americana, onde tem familiares. Ele estava com amigos na boate New Trips e foi abordado na saída. O assaltante pediu o relógio e o cordão de ouro. 

No momento da tentativa de assalto, Emerson Royal estava ao lado de um policial à paisana, que estava na boate e reconheceu o jogador. O policial teria pedido para tirar uma foto e, na sequência, quando o assaltante chegou para abordar o lateral, ele percebeu a situação e iniciou uma troca de tiros.

O assaltante levou a pior e foi para o hospital baleado. Ele realizou uma cirurgia e está em situação estável. O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Americana. A polícia apreendeu a arma do suspeito, uma pistola nove milímetros, e do policial, outra pistola 40 milímetros, além de 26 cápsulas de munição intactas e outros cinco fragmentos de bala.