Galvão Bueno Seleção SpoTV

Galvão vai parar de narrar  na TV Globo após 41 anos (Reprodução/SporTV)

LANCE!
24/03/2022
19:59
Rio de Janeiro (RJ)

O diretor de Esportes da Globo, Renato Ribeiro, comentou o anúncio feito por Galvão Bueno sobre sua despedida das narrações na TV Globo. Nesta quinta-feira, o veterano se despede da Seleção no Maracanã

Segundo Renato, o narrador que está há 41 anos na emissora e por lá narrou 11 Copas - 13 no total -, terá uma despedida inesquecível durante a Copa do Mundo do Qatar, que começa em novembro.

-  Galvão é um gênio da comunicação, que reinventou a função de um narrador nas transmissões esportivas. Haverá pra sempre na história da TV brasileira o antes e o depois de Galvão. Juntos, estamos preparando uma despedida à altura da história dele na Copa do Qatar. Será inesquecível para o Galvão e para o público - disse ele, ao 'ge'.

O anúncio de Galvão foi feita nesta quinta-feira. A ideia do narrador é seguir trabalhando até a Olímpiada de Paris em 2024, mas fora das narrações em TV aberta.

- Eu diria que hoje tenho uma consciência de que seria minha última Copa do Mundo narrando em TV. Tudo tem seu tempo. Mas, ao mesmo tempo que termina o contrato para essa minha sequência de 41 anos na Globo, com trabalho do dia a dia, programa, narração de jogos, com essas coisas, a tendência nessa conversa é que isso pare depois da Copa do Mundo. Mas estamos negociando outras coisas. Outros caminhos. - disse.

Galvão afirmou que pretende investir mais em plataformas digitais e que deve seguir trabalhando até a Olimpíada de Paris em 2024.

- E, muito provavelmente, muita coisa nesse mundo digital e outras plataformas dentro do Grupo Globo. A Globo é minha casa. Eu tenho contrato com a Globo até o fim do ano. E a gente resolveu que iríamos investir muito na minha participação na Olimpíada e, esse ano, seria Seleção Brasileira e Copa do Mundo. E estamos conversando para ver o que será depois do dia 18 de dezembro, que é o dia da final. Espero estar com saúde para estar lá - concluiu.

Galvão Bueno estreou na Globo em 1982 e desde então protagonizou momentos importantes da Seleção Brasileira, como o tretacampeonato do mundo em 1994 e o penta, em 2002. Venceu cinco vezes o prêmio da Associação dos Cronistas Esportivos e também somou passagens rápidas por Band e Record.