Giba com a ex-mulher Cristina Pirv

Giba ao lado da ex-esposa Cristina Pirv (Foto: Reprodução/Instagram)

LANCE!
22/12/2020
01:32
Londrina (PR)

O ex-atleta Giba, um dos maiores ídolos do vôlei brasileiro, teve sua prisão decretada por uma dívida de cerca de R$ 300 mil por pensão alimentícia pelos seus dois filhos com sua ex-esposa Cristina Pirv. Agora, a defesa do caso aguarda o cumprimento da prisão, que pode não acontecer agora.

Em recesso até o dia 20 de janeiro, a execução do mandado de prisão não tem prazo para acontecer por conta da "folga" do Poder Judiciário brasileiro. Ao "ge", o advogado Rodrigo Reis Silva, que representa Cristina, explicou os valores da dívida e afirmou que espera que Giba cumpra com seus compromissos antes da execução da ordem.

- Esses R$ 300 mil são de valores não pagos, somados com juros, multas e honorário. Fica na dependência do Judiciário. Estamos em recesso, vamos aguardar essa definição. Vamos buscar o plantão, para que se cumpra o que foi determinado pela Justiça. Esperamos que não chegue a isso. Que ele (Giba) honre os compromissos e evite qualquer prisão - afirmou.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

O advogado de Giba, no entanto, nega qualquer tipo de dívida. José Silvério Santa Maria afirmou que o ex-atleta, aposentado desde 2014, "paga o que pode" e que aguarda pela medida revisional para rever os valores acordados na justiça para a pensão alimentícia de seus dois filhos.

- Não há nenhum tipo de atrasado. Ele paga em torno de R$ 6,5 mil todo mês. A gente esperava que a decisão da ação revisional fosse antes dessa decisão prisional. Só falta a Justiça julgar se acata ou não o parecer do Ministério Público, se acha que é improcedente... Mas teria que jugar. O Giba paga o que pode. É preciso que tenha uma igualdade na contribuição dos pais - explicou.