Bia Ferreira

Bia Ferreira foi medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio (Foto: Wander Roberto)

LANCE!
09/05/2022
16:30
Istambul (TUR)

Nesta semana, pela primeira vez desde a criação, em dezembro de 2020, a plataforma de streaming do COB transmitirá um Campeonato Mundial adulto. Trata-se do Mundial Feminino de Boxe, que será realizado em Istambul (Turquia) até o dia 20 de maio. Vice-campeã olímpica, Bia Ferreira luta no dia 12, a partir das 8h.

- O Canal Olímpico do Brasil tem como um de seus objetivos transmitir eventos relevantes de todas as modalidades esportivas. Acabamos de fazer uma grande cobertura dos Jogos Sul-americanos da Juventude Rosário 2022 e tenho certeza que o Mundial Feminino de Boxe será mais um evento de nível altíssimo - afirmou Paulo Wanderley, presidente do COB.

+ Rayssa Leal revela que piloto de F1 é atual affair de Letícia Bufoni

- Nos últimos meses adotamos um plano de crescimento do Canal Olímpico do Brasil e, aos poucos, os resultados estão sendo colhidos. O fato de a nossa primeira transmissão de um Mundial adulto ter as mulheres como protagonistas também nos deixa extremamente contentes. Estaremos na torcida pelas meninas - complementou Rogério Sampaio, diretor-geral do COB.

A competição reunirá 419 pugilistas, de 93 países, e o Brasil terá quatro representantes: Caroline Almeida (52kg); Viviane Pereira (75kg); Jucielen Romeu (57kg), medalhista de prata nos Jogos Pan-americanos Lima 2019; e Beatriz Ferreira (60kg), vice-campeã olímpica em Tóquio 2020 e campeã mundial em 2019.

+ Jogador de time francês de rúgbi morre após saltar de ponte durante celebração

- Fiquei muito feliz ao saber que o Canal Olímpico vai transmitir um evento de tanta importância, que é o Mundial, por dar essa visibilidade e permitir que mais pessoas acompanhem. Muitas vezes não conseguimos o link de transmissão, as pessoas não conseguem assistir e torcer. Agora, com a cobertura do Canal Olímpico, a galera que gosta do esporte e que nos acompanha terá onde assistir e de graça. Isso é muito positivo, vai dar um gás para podermos fazer bonito no ringue - disse Bia Ferreira, que ainda tem no currículo o ouro no Pan de Lima 2019 e nos Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018.

Jucielen Romeu entra em cena a partir das 8h, e Caroline Almeida, a partir das 12h. A última atleta do país a estrear será Viviane Pereira, que entra no ringue a partir das 12h do próximo sábado (14). Para a cobertura do Mundial de boxe feminino, o Canal Olímpico do Brasil, que é feito em parceria com a NSports, terá uma mulher na narração: Milla Garcia. Ao seu lado estará Amônio Silva, o Mone, que integrou a comissão técnica da seleção brasileira de boxe até 2021.