Gerson Canhotinha

Gérson criticou a postura de Ganso e Oswaldo de Oliveira (Foto: Reprodução/YouTube)

LANCE!
28/09/2019
17:20
Rio de Janeiro (RJ)

O empate entre Fluminense e Santos na última quinta-feira, no Maracanã, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, ficou marcado pelo desentendimento do meia Paulo Henrique Ganso com o treinador Oswaldo de Oliveira. O camisa 10 do Tricolor das Laranjeiras foi substituído e deixou o campo chamando o agora ex-comandante de "burro", que rebateu com "vagabundo". 

Ídolo do Fluminense e campeão mundial com a Seleção Brasileira em 1970, o ex-jogador Gérson criticou a postura do meia e do treinador. O Canhotinha questionou a atitude de Ganso e afirmou que a situação foi 'deprimente'. 

- Quer dizer que o Ganso é o Pelé? Não pode ser substituído? Isso não vai só contra o treinador, mas também contra o jogador que está entrando. Isso não pode acontecer. O episódio do Ganso x Oswaldo foi deprimente. O Ganso é um jogador como outro qualquer, sujeito a ser substituído, não pode proporcionar esse tipo de episódio, ainda mais com o clube nesta situação - afirmou.

Após o empate com o Santos e o episódio com Ganso, além de ter deixado o campo rebatendo torcedores, Oswaldo de Oliveira não resistiu à pressão e foi demitido do cargo. Em sete jogos no comando, conquistou apenas duas vitórias, dois empates e três derrotas. O técnico interino Marcão comanda a equipe contra o Grêmio, neste domingo, no Maracanã.