Luiz Boto - Bola da Vez

Luiz Boto é um dos líderes da gestão do Shakthar Donetsk (Foto: ESPN/Divulgação)

Matheus Costa*
03/07/2020
22:02
Rio de Janeiro (RJ)

O Bola da Vez desta semana recebe José Boto, diretor de scout do clube ucraniano Shakhtar Donetsk. No programa, o executivo revelou a disputa pelas promessas do futebol brasileiro na Europa e questionou como esses jovens são vistos no Brasil. A atração apresentada por André Plihal e com a participação de Paulo Calçade irá ao ar na ESPN Brasil neste sábado, a partir das 22h.

O Shakhtar Donetsk é conhecido no Brasil por ser uma porta de entrada dos atletas brasileiros para o futebol europeu. A equipe é uma das mais importantes do futebol ucraniano e já teve em seu elenco diversos jogadores que representaram a Seleção Brasileira em Copas do Mundo, como Fernandinho, Willian, Douglas Costa, Bernard, Taison e Elano.

O português José Boto conta no programa que a atuação do Shakhtar no mercado brasileiro mudou recentemente, com os gigantes vindo atrás das jovens promessas do futebol nacional.

- Hoje em dia esses clubes vêm direto, é o caso do Real Madrid com Vinícius Jr, Rodrygo e Reinier. Isso faz com que o mercado esteja inflacionado e nos obriga a ver os jogadores cada vez mais cedo para termos chances com esses tubarões da Europa - afirmou.

O executivo também questionou a mentalidade dos treinadores brasileiros em relação aos jogadores mais jovens e fez uma comparação de como eles são vistos no Brasil e na Europa.

- Muitas vezes o próprio treinador brasileiro cria uma imagem do jogador brasileiro que não é realidade. Eu explico: nós temos hoje na nossa equipe 11 jogadores brasileiros, dois são de 2000, com 19 anos, que nunca jogaram na Série A do Brasil e já estão jogando a Champions. Ou seja, um jogador que não estava pronto para jogar a Série A agora está pronto para jogar a Champions -conta José Boto.

*Estagiário sob supervisão de Tadeu Rocha.