Neymar

Jogador pode perder passaporte durante investigação do caso (Foto: FRANCK FIFE / AFP)

LANCE!
11/06/2020
17:40
Rio de Janeiro (RJ) 

Agripino Magalhães, ativista LGBTI+, em entrevista ao jornal 'EXTRA', revelou que pediu na Justiça a apreensão do passaporte de Neymar, para que o jogador não deixe o Brasil e, consequentemente, não atrapalhe as investigações das suas denúncias. Agripino acusa o camisa 10 do PSG e um grupo de amigos dele pelos crimes de homofobia, incitação ao ódio e ameaça de morte de um LGBTI+

- Eu, como ativista dos direitos da população LGBTI+, junto com o doutor Ângelo Carbone e equipe de advogados, vamos à Justiça pedir a apreensão do passaporte do jogador Neymar Jr. - disse Agripino ao jornal.

Em áudio vazado na internet na semana passada, Neymar xingou o agora ex-namorado de sua mãe, Tiago Ramos, de "viadinho". Na gravação, um dos amigos do jogador fala em "enfiar um cabo de vassoura no c*" do modelo.

O ativista destacou que a denúncia contra Neymar e seus amigos são pelos crimes de homofobia, incitação ao ódio e ameaça de morte de um LGBTI+. O Ministério Público de São Paulo confirmou que recebeu a representação.