Mário Bittencourt - Fluminense

Mário Bittencourt falando com os torcedores após a vitória na eleição (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

Joel Silva e Sergio Santana
09/06/2019
08:10
Rio de Janeiro (RJ)

Com a vitória de Mário Bittencourt e Celso Barros, os torcedores do Fluminense ficaram eufóricos sobre possíveis contratações que possam pintar. Não é novidade para ninguém que ambos possuem amizades com jogadores que brilharam recentemente com a camisa do Fluminense. Dentre eles, o atacante Fred, grande ídolo dos tricolores, que deixou o clube em junho de 2016. O jogador do Cruzeiro ligou para Mário Bittencourt durante o pleito, informação que foi confirmada pelo novo presidente.

- Ele me ligou à tarde. Perguntou como nós estávamos e disse que estava acompanhando, revelando que estava bastante ansioso. Já deve ter visto que ganhamos. O Celso o trouxe e eu consegui renovar o contrato dele. Ele me ligou como amigo para saber de uma possível vitória nossa. É um desejo sim (repatriá-lo), desde que o Fluminense cumpra com as suas obrigações.

Além de Fred, outro nome que constantemente esteve em pauta é o de Thiago Neves. O presidente tricolor, sem citar nomes, afirmou que existe o desejo de trazer grandes jogadores para o Fluminense, porém esse retornos deve acontecer no início do ano que vem.

- A gente entende e eles precisam entender a situação do Fluminense. Eles vão precisar usar o carinho e o amor pelo clube para nos ajudar. Essas coisas acontecem. Não vamos jogar para a galera. Todos que queremos repatriar, estão sob contratos. Houve uma conversa que dissemos que gostaríamos de contar com eles. Temos boas chances de ter um ou dois jogadores de volta para o início do ano que vem, ou algum jogador que não tenha passado pelo Fluminense.

Sem contar com possíveis medalhões, Mário Bittencourt revelou que o Fluminense vai se reforçar para o restante da temporada, principalmente por conta da maratona que é o Campeonato Brasileiro.

- Celso passou 11 campeonatos de pontos corridos aqui no Fluminense. Eu fui vice de futebol por quase dois anos. Então sabemos das dificuldades e da necessidade de alguns reforços.