LANCE!
29/05/2019
23:35
Medellín (COL)

Sem maiores sustos. Assim o Fluminense passou pelo segundo jogo contra o Atlético Nacional, desta vez na Colômbia. Apesar da derrota por 1 a 0, com gol de Barcos, o Fluminense teve uma atuação segura e garantiu a vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana, graças à vitória por 4 a 1 no jogo do Maracanã, na semana passada.

Nas oitavas de final, o Fluminense vai pegar o Peñarol, do Uruguai, que eliminou o Deportivo Cali, da Colômbia, com o placar agregado de 3 a 1. As datas ainda serão definidas. Pelo Brasileiro, o Flu volta a campo no domingo, contra o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada.


Começo eletrizante
Assim como aconteceu no primeiro jogo, no Maracanã, na semana passada, a partida no Atanasio Girardot também iniciou muito animada. Mas, para a sorte do Fluminense, o Atlético Nacional não conseguiu marcar a mesma quantidade de gols do Flu no Rio de Janeiro. Mas quem teve a primeira oportunidade em Medellín foi o Tricolor. Em cobrança de falta, Daniel cruzou na área e Matheus Ferraz cabeceou no travessão.

A resposta dos donos da casa veio rápida. No minuto seguinte, Hernández cruzou duas vezes pela esquerda. Na primeira, a bola bateu na zaga e voltou. Depois, ele encontrou Barcos sozinho na área. O pirata cabeceou sem chances para Agenor.

Aos quatro, Luciano perdeu um gol incrível. Yony encontrou-o livre na pequena área, quase embaixo da trave e sem goleiro. Mas o camisa 18 pegou mal na bola e mandou pra fora. Para a sorte do Fluminense, Barcos também perdeu duas chances logo em seguida. Primeiro, chutou por cima do gol. Na sequência, entre três defensores do Flu, conseguiu limpar a jogada dentro da área e mandou na trave. A bola ainda bateu nas cotas de Agenor e foi para fora.

Jogo morno
Após um começo "lá e cá", os times diminuíram o ritmo. Os colombianos continuaram com mais posse de bola, mas não conseguiram pressionar mais o Fluminense, como fizeram no começo do jogo. Fizeram pouco para quem precisava de mais dois gols. Já o Tricolor defendia bem e ainda conseguiu ter duas chances de gol. Uma com Luciano, numa "quase-bicicleta", e no final do primeiro tempo com Ferraz.

Segundo tempo protocolar
Mesmo com a boa vantagem conquistada no primeiro jogo, o Fluminense não ficou totalmente retrancado na etapa final. O time fechou-se bem e evitou que o ataque do Atlético Nacional chegasse com liberdade. Os colombianos só tiveram uma chance clara de gol, quando Hernández recebeu de Barcos e mandou por cima do gol. Enquanto isso, o Flu levava perigo nos contra-ataques. Em um deles, Luciano recebeu pela direita e finalizou perto da trave. Em outro, João Pedro se precipitou ao ver o goleiro adiantado e mandou sem direção e fraco do meio de campo. Acabou sendo o suficiente para o Flu garantir a vaga na próxima fase da Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO NACIONAL-COL 1 X 0 FLUMINENSE


Data/Hora: 29/05 (quarta-feira), 21h30
Local: Atanasio Girardot - Medellín - Colômbia
Árbitro: Patricio Loustau (ARG). Nota LANCE!: 6,0, conduziu bem a partida.
Auxiliares: Ezequiel Brailovsky (ARG) e Cristian Navarro (ARG)
Público/Renda: Não informado
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Caicedo (ATL), Luciano e Igor Julião (FLU)
Cartões vermelhos: Não houve

Gol: Barcos, 3'/2ºT (1-0)

ATLÉTICO NACIONAL
Cuadrado; Palacios, Bocanegra, Cristian Moya e Mafla; Rovira, Gómez (Aldo, 33'/2ºT) e Pablo Ceppelini (Machado, 22'/2ºT); Caicedo (Palacios, 37'/1ºT), Vladimir Hernández e Barcos. Técnico: Alejandro Restrepo.  

FLUMINENSE
Agenor; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Allan, Daniel (Airton, 38'/2ºT) e Paulo Henrique Ganso (Caio, 42'/2ºT); Luciano (Igor Julião, 29'/2ºT), Yony González e João Pedro. Técnico: Fernando Diniz.