Cano vasco

Cano e Vasco não chegaram a um acordo para a renovação (Rafael Ribeiro/Vasco)

LANCE!
28/12/2021
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Ao passo em que 2021 chega ao fim, o Fluminense busca fechar os últimos nomes para o elenco. Até agora, o clube fechou com Felipe Melo, Pineida e Willian Bigode, e negocia com Germán Cano, ex-atacante do Vasco. O jogador de 33 anos tem vínculo com o Cruz-Maltino até 31 de dezembro de 2021, mas sua saída já foi anunciada no início do mês. Assim, pode ser o segundo reforço para o setor ofensivo de 2022. 

Além do Tricolor, um clube do Oriente Médio manifestou interesse em Cano, que paralisou as negociações com Laranjeiras por um tempo, mas enviou uma contraproposta ao Flu no último dia 17. Para o atacante, pesa a permanência no Rio de Janeiro, onde mora há dois anos e já está adaptado. O Vasco também tentou renovar com o atleta, mas as partes não chegaram a um acordo.

Em São Januário, Cano marcou 73 gols e deu quatro assistências, tornando-se o segundo estrangeiro com mais gols pelo clube. Em sua primeira temporada no Vasco, em 2020, foram 24 gols e uma assistência em 51 jogos. Assim, o argentino se tornou o segundo maior artilheiro estrangeiro do Cruz-Maltino.

Conhecido por aproveitar oportunidades em campo, o atacante é pensado para revezar com Fred, que tem aposentadoria marcada para 2022. De acordo com Felippe Rocha, repórter do LANCE! que faz a cobertura do Vasco, Cano tem características que podem contribuir para o poder de fogo do Tricolor. 

- Cano foi contratado pelo Vasco no início da temporada de 2020, e já chegou com pompa de goleador. Ele vinha de bons anos no futebol colombiano. As características dele sempre foram de fazer o gol dando um, dois toques na bola, no máximo. Ele já falou que, para isso, ficava imaginando a movimentação em campo nas noites anteriores aos jogos. Tem a característica de um bom posicionamento, e de sair da área para entrar sozinho. Tirar a marcação para retornar na hora do cruzamento. É um finalizador nato - disse.

Embora Cano tenha sido uma das estrelas do Vasco em 2020, o clube não conseguiu evitar o rebaixamento. Na Série B, o atacante rendeu menos: fez 19 gols e deu três assistências em 50 jogos. Contudo, a má fase não se atribui unicamente ao jogador, mas também ao elenco do Cruz-Maltino como um todo, que apresentou dificuldades na segunda divisão. 

- Em 2021, o Cano foi parte da engrenagem que não funcionou. Fez menos gols e foi pior na Série B do que na Série A, porque o estilo de jogo é diferente. Desperdiçou alguns lances importantes, e fez um pênalti na Série A e outro na Série B que foram fatais, mas passou longe de ser o único culpado pelo fracasso do Vasco na segunda divisão. 

Além do rival, Germán Cano tem passagem pelo Independiente Medellín, onde ganhou um Campeonato Colombiano, foi artilheiro em seis edições e disputou uma Libertadores. O atacante, que começou a carreira no argentino Lanús, também vestiu a camisa do Club Atletico Asunción, do Paraguai. Desta forma, o jogador é um reforço experiente para disputar o torneio continental.