Cruzeiro x Fluminense João Pedro Bicicleta

João Pedro tem nove gols pelo Tricolor, o último uma pintura de bicicleta (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)

Joel Silva
11/06/2019
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

A vitória de Mário Bittencourt na eleição do Fluminense deu esperanças ao torcedor sobre o futuro de João Pedro. Afinal de contas, o novo presidente é um habilidoso advogado, com notoriedade nacional, após defender o clube em 2013, no episódio das escalações irregulares de André Santos e Hevérton, jogadores de Flamengo e Portuguesa, respectivamente.

Na ocasião, o Tricolor permaneceu na Série A, depois que os adversários nos tribunais foram punidos com a perda de seis pontos. A Lusa acabou rebaixada e o Rubro-Negro ficou atrás do Fluminense. Por conta da grande competência que possui na esfera jurídica, o presidente Mário Bittencourt admitiu que vai revisar o contrato de venda do atacante para o Watford, com o intuito de achar alguma brecha que faça a joia permanecer por ainda mais tempo.

- A venda dele mexeu com todos nós, não só pela venda, mas a maneira de como foi feita a venda. Não é nenhuma crítica sobre a idoneidade da venda, que foi feita sem nenhum tipo de problema. A questão é que o clube poderia ter tentado um outro caminho, uma outra solução, antes de rifar um jogador tão talentoso por um valor tão baixo. Vou conhecer o contrato nesta terça-feira. Vamos ver se existe uma possibilidade de fazê-lo ficar mais tempo.

João Pedro foi vendido pela gestão do ex-presidente Pedro Abad, em outubro do ano passado, após se destacar na categoria sub-17. O Fluminense já recebeu 2,5 milhões de euros (cerca de R$ 11,3 milhões), porém o valor pode chegar a 10 milhões de euros (R$ 45,5 milhões), desde que o jogador alcance algumas metas.

O atacante deve se apresentar ao Watford (ING) já no ano que vem, em janeiro. No entanto, existe a possibilidade dele ficar até junho. A decisão será tomada em conjunto, envolvendo o clube, os empresários e os familiares, que inclusive estão na Inglaterra, conhecendo as instalações da futura equipe de João Pedro. Vale lembrar que o contrato possui uma cláusula de cancelamento da venda, no valor de 20 milhões de euros (R$ 90 milhões).

Com apenas 17 anos, a joia de Xerém já marcou 9 gols pelo profissional do Fluminense, somando menos de 700 minutos em campo. Atualmente é o titular absoluto da equipe do técnico Fernando Diniz.