LANCE!
06/12/2021
16:23
Rio de Janeiro (RJ)

Há exatos 12 anos o Fluminense consolidava a histórica arrancada para se salvar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2009. Em 6 de dezembro, o Tricolor empatou com o Coritiba por 1 a 1 no Couto Pereira, fez com que o adversário caísse e ainda vivenciou cenas de selvageria com torcedores invadindo o campo, entrando em atrito com a Polícia Militar e destruindo cadeiras do estádio.

Na partida, Marquinho abriu o placar para o Flu aos 27 minutos do primeiro tempo, quando Fred rolou a bola na cobrança de falta e o volante soltou a bomba para balançar a rede. Pereira igualou o placar para o Coxa aos 35, de cabeça.

Veja a tabela do Brasileirão

​Aquela campanha do Flu é uma das maiores façanhas da história do Brasileirão. A equipe chegou a ter 99% de chances de rebaixamento, mas conseguiu uma sequência de resultados, incluindo uma arrancada invicta de 11 jogos nas últimas rodadas (sete vitórias e quatro empates). Na época, Cuca assumiu a equipe após Carlos Alberto Parreira, Vinícius Eutrópio e Renato Gaúcho. O Tricolor era o lanterna, com 18 pontos em 24 jogos.

A confusão no Couto Pereira rendeu 17 feridos e prejuízo de R$ 500 mil ao estádio. Na súmula, Leandro Vuaden definiu como “batalha campal” e o Coritiba acabou com pena de 30 jogos sem mando e multa de R$ 610 mil. Após o clube recorrer, a pena foi reduzida para dez partidas.

Além disso, em março de 2017, o Tribunal do Júri condenou seis pessoas pelo quebra-quebra. Por lesão corporal qualificada, dois torcedores pegaram penas em regime semiaberto e outros quatro foram condenados, em regime fechado, por tentativa de homicídio contra policial militar, por motivo fútil. Eles saíram presos da sessão, mas todos passaram para o semiaberto pelo Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ-PR).

FICHA TÉCNICA:
CORITIBA X FLUMINENSE

Data:
06/12/2009
Local: Couto Pereira, Curitiba (PR)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)

Cartões amarelos: Leandro Donizete, Jaílton e Marcelinho Paraíba (COR), Dalton, Rafael, Marquinho, Equi González e Darío Conca (FLU).
Gols: Marquinho (27'/1ºT) (0-1) e Pereira (35'/1ºT) (1-1)

CORITIBA: Vanderlei; Rodrigo Heffner (Márcio Grabriel), Jéci, Pereira e Renatinho; Jaílton, Leandro Donizete, Pedro Ken (Carlinhos Paraíba) e Marcelinho Paraíba; Marcos Aurélio e Ariel (Rômulo). Técnico: Ney Franco.

FLUMINENSE: Rafael; Gum, Dalton e Cássio; Mariano, Diogo, Maurício, Darío Conca e Marquinho (Dieguinho); Alan (Adeílson, depois Equi González) e Fred. Técnico: Cuca.