João Pedro Fluminense

Flu usou dinheiro da venda de João Pedro para quitar salários atrasados (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

LANCE!
24/10/2019
14:57
Rio de Janeiro  (RJ)

Pela segunda vez, o Fluminense precisou antecipar os bônus a que tem direito pela venda do atacante João Pedro ao Watford, da Inglaterra com o objetivo de pagar salários atrasados de jogadores e funcionários. Em julho, o Tricolor já havia recebido um adiantamento de um milhão de euros (cerca de R$ 4,5 milhões), mesma quantia da antecipação mais recente. A previsão original do pagamento era apenas em 2020. A informação é do site Globoesporte.

João Pedro foi vendido ao Watford, da Inglaterra, em dezembro de 2018, ainda na gestão do ex-presidente Pedro Abad. Além de dois dos quatro bônus previstos, o Flu também já recebeu uma parcela no valor de 2,5 milhões de euros (R$11,1 milhões) no ato da compra. Ainda estão previstos um bônus de 1,5 milhão (R$6,6 milhões) de euros quando o jogador obter a licença para jogar na Premier League e dois bônus de 1 milhão (R$ 4,5 milhões) de euros pelo desempenho no Watford.

TABELA

Confira aqui a classificação do Campeonato Brasileiro

O jogador de 18 anos foi barrado do time titular para a entrada de Wellington Nem, no último domingo, na derrota para o Flamengo. Ele é o segundo maior artilheiro da equipe na temporada, com dez gols, atrás apenas de Yony González, mas vive um jejum de dez partidas sem balançar as redes, o que o fez se tornar alvo de vaias de parte da torcida.

O próximo desafio de João Pedro e do Fluminense, no Brasileirão, será no sábado, às 19h30, contra a Chapecoense, no Maracanã. A partida é válida pela 28ª rodada. O técnico Marcão ainda mantém mistério sobre se vai manter o jovem atleta no banco de reservas.