Fernando Diniz

Fernando Diniz estreou pelo Fluminense (Foto: Divulgação/Fluminense)

LANCE!
21/01/2019
06:00
Rio de Janeiro (RJ) 

O Fluminense estreou no Campeonato Carioca com um empate contra o Volta Redonda, neste sábado, no Maracanã. Relacionado ao resultado amargo, os comandados de Fernando Diniz ligaram um alerta para o sistema defensivo logo no início da temporada. O motivo? Os dois lances capitais do Voltaço na partida vieram de erros do Tricolor - ambos originaram pênaltis. Falhas graves, mas que o treinador admite serem fáceis de serem corrigidas. 

- Eles tiveram dois pênaltis, entregamos um contra-ataque fácil de ser evitado. São erros que são fáceis de correção. Pelas dificuldades que tivemos da estreia, foi um time que praticamente que não treinou junto. O Volta Redonda foi um time bem armado, que está treinando desde novembro. Tem um adversário do outro lado - declarou Fernando Diniz. 

O gol do Volta Redonda foi originado após um erro de domínio de Everaldo, ainda no meio de campo. Douglas Lima correu livre, aproveitando a defesa exposta, e sofreu pênalti de Rodolfo. No segundo tempo, contra-ataque rápido puxado pelo meio-campista, que fez João Carlos ser empurrado por Calazans na área. Marcelo cobrou para fora - evitando o 2 a 0 que decidiria a partida. 

Os erros aliam a falta de entrosamento do novo esquema tático com erros bobos, que já estão na pauta para serem corrigidas pelo treinador. Ou seja, se faz ainda mais necessário o tempo para que todos encontrem a sua própria função. O próprio Everaldo admitiu que o excesso de confiança resultou na falha que gerou o gol do Volta Redonda. 

– Na verdade, eu fui muito confiante pra dominar a bola. Quando ela chegou perto de mim deu uma quicada, peguei mal, ele foi mais rápido. Agora é trabalhar para melhorar e conseguir um resultado melhor no próximo jogo – explicou o atacante à Rádio Globo. 

A análise final é que apesar do resultado, ainda é o primeiro jogo do ano, com 15 dias de pré-temporada, e sete desfalques por não estarem regularizados. Evidente que o desempenho pode melhorar, mas era sabido que o 'estilo Diniz' precisaria de tempo. Não é cenário para se desesperar, pelo contrário, é possível observar um bom caminho de evolução.