Fluminense x Madureira

Abel e Bobadilla marcaram dois dos quatro gols do Fluminense (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Luiza Sá
25/04/2021
13:04
Rio de Janeiro (RJ)

Com uma equipe formada por reservas, com exceção do goleiro Marcos Felipe, o Fluminense sofreu com a falta de entrosamento e as idades avançadas. No entanto, contou com gols de Abel Hernández, de pênalti, do estreante Raúl Bobadilla, além de Ganso e Gabriel Teixeira para vencer o Madureira por 4 a 1, de virada, no Maracanã. Luiz Paulo descontou. A partida foi válida pela última rodada da Taça Guanabara e definiu que o Tricolor enfrenta a Portuguesa na semifinal do Campeonato Carioca com a vantagem do empate. Flamengo e Volta Redonda definem o outro finalista.

> Gestão Mário Bittencourt chega a 26 reforços e cinco treinadores no Fluminense; veja a lista

Na próxima quarta-feira, o Flu seguirá o desafio da Libertadores, desta vez na altitude de Bogotá, na Colômbia, 2.640m acima do nível do mar. O adversário será o Independiente Santa Fe, às 21h. A semifinal do Estadual será no fim de semana. Já o Madureira aguarda o fim desta rodada para saber quem encara na Taça Rio.

Veja como ficou a tabela do Carioca

DEVAGAR

O primeiro tempo foi amarrado e com destaque para a boa marcação das duas equipes. Enquanto o Fluminense tentava se encontrar com uma equipe sem entrosamento, já que todos os jogadores de linha são reservas, e com pouca velocidade, o Madureira foi aplicado e não deu espaços, mas também teve dificuldades de chegar ao gol de Marcos Felipe.

FALHOU... MARCOU

Com o jogo pegado na bola rolando, foi na cobrança de falta que o primeiro gol saiu. Aos 28 minutos, Hudson cometeu falta pelo lado direito do ataque. Na cobrança, Nivaldo levantou e o volante tentou cortar quase com uma voadora, que não deu certo. A bola sobrou para Luiz Paulo, que aproveitou a bagunça defensiva do Flu para marcar seu sexto gol na competição. Ele se lesionou no lance seguinte e precisou ser substituído.

TUDO IGUAL

Mesmo com os problemas, o Fluminense voltou para o segundo tempo com os mesmos jogadores, mas tentou adiantar a marcação. Como as coisas não mudaram, Roger Machado se irritou e decidiu sacar Lucca para a entrada de Gabriel Teixeira. No entanto, o jovem nem precisou aparecer para o Tricolor deixar tudo igual. Aos 13 minutos, Abel Hernández acreditou na jogada e sofreu o pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança e marcou seu primeiro gol com a camisa tricolor.

GOL DE ESTREANTE

A reta final da partida foi de um Madureira levando perigo nos contra-ataques e o Fluminense ainda com dificuldades de avançar. Mas, se foi ferido com bola parada, o Tricolor também feriu. Aos 25 minutos, Danilo Barcelos cobrou escanteio, a bola sobrou para Gabriel Teixeira dar um chutaço. Felipe Larcerda espalmou e Raúl Bobadilla, estreante do dia, aproveitou o rebote para aliviar o Flu.

EMOÇÃO

Com o jogo ainda aberto e mudanças para os dois lados, os minutos finais foram de pressão e chances. Bruno Santos, pelo Madureira, e Abel e Manoel, pelo Fluminense, desperdiçaram oportunidades de mudar mais uma vez o placar. E foi o time de Roger Machado quem concretizou a vitória. Aos 45, Gabriel Teixeira fez bela jogada na esquerda, Ganso recebeu e abriu para Danilo Barcelos, que devolveu para o meia marcar de cabeça. Ainda deu tempo de Gabriel Teixeira fechar a contagem com um golaço aos 48.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE X MADUREIRA

Data/Hora:
25/04/2021, às 11h05
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Alex Gomes Stefano
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone e Carlos Henrique Alves de Lima Filho

Cartões amarelos: Lucca (FLU)
Cartões vermelhos: -
Gols: Luiz Paulo (28'/1ºT) (0-1), Abel Hernández (14'/2ºT) (1-1), Raúl Bobadilla (25'/2ºT) (2-1), Ganso (45'/2ºT) (3-1), Gabriel Teixeira (48'/2ºT) (4-1)

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, Matheus Ferraz e Danilo Barcelos; Wellington, Hudson (Yago Felipe - 37'/2ºT) e Cazares (Ganso - 28'/2ºT); Abel Hernández (João Neto - 37'/2ºT), Raúl Bobadilla (Caio Paulista - 28'/2ºT) e Lucca (Gabriel Teixeira - 12'/2ºT). Técnico: Roger Machado.

MADUREIRA: Felipe Lacerda, Rhuan (Sampaio - 27'/2ºT), Mauricio, Edmário e Juninho; Feitosa, Rodrigo Yuri e Nivaldo (Caíque Valdivia - 12'/2ºT); Natan (Bruno Santos - 27'/2ºT), Sillas Gomes e Luiz Paulo (Elias - 34'/1ºT). Técnico: Alfredo Sampaio.