Mario Bittencourt - Fluminense

Fluminense inaugurou placa em homenagem a jornalista (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

LANCE!
15/07/2019
15:24
Rio de Janeiro (RJ)

Na manhã desta segunda-feira, o Fluminense realizou a inauguração oficial da nova sala de imprensa do CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca. O local leva o nome de Paulo Julio Clement, jornalista e torcedor tricolor que foi vítima do acidente aéreo da delegação da Chapecoense em novembro de 2016.

A cerimônia contou com a presença do presidente Mário Bittencourt, Flavia, viúva do jornalista, o filho Théo e o pai Paulo. A família recebeu camisas tricolores e participou da revelação da placa. Outros parentes, amigos e colegas de profissão também estiveram no local.

- É uma honra poder inaugurar essa sala de imprensa com o nome do Paulo Julio, um grande profissional da história do jornalismo brasileiro. Fiz questão de convidar o presidente Pedro Abad, para participar da cerimônia, que foi quem iniciou todos os trabalhos para fazer essa belíssima sala - falou Mário Bittencourt.

Ex-mandatário do Flu, Pedro Abad também esteve na cerimônia. A decisão de batizar a sala em homenagem a Paulo Julio Clement foi tomada ainda na gestão dele. A família do jornalista irá ao Maracanã na noite desta segunda-feira acompanhar a partida entre Fluminense e Ceará, pelo Campeonato Brasileiro.

- Eu gostei muito dessa homenagem porque junta duas coisas que meu pai gostava muito, o Fluminense e o jornalismo - disse Theo.

- Primeiramente agradeço ao Fluminense Football Club, em nome de seu presidente, Mário Bitencourt, pela linda homenagem, que não poderia ser mais perfeita. Une as duas grandes paixões do Paulo Julio: o jornalismo e o Fluminense. E apesar deste amor incondicional pelo clube, PJ sabia ser isento e buscava boas histórias independentemente da paixão tricolor. Uma das matérias que ele adorava contar foi quando vestiu Renato Gaúcho de Rei do Rio para comemorar a vitória do Flu no histórico título do Gol de Barriga, no Carioca de 95. Fez tudo construindo amigos e com uma correção ímpar. Enfim, sorte a minha de ter dividido a vida com esse homem bacana por quase 22 anos. PJ deixa muitas coisas, grandes exemplos, lindas histórias e, para mim, o mais importante: o Theo. Pra ele, faço tudo e tento ser melhor todos os dias. Dizem que depois de uma determinada idade, quem cria as crianças não são os pais mas sim a aldeia. E é com vocês que eu quero criar o Theo - declarou Flavia.