Luca Garcia
02/05/2021
18:14
Rio de Janeiro (RJ)

Neste domingo, Fluminense e Portuguesa-RJ empataram em 1 a 1, no Estádio Luso-Brasileiro, em confronto válido pelo jogo de ida das semifinais do Carioca. Com duas penalidades marcadas por conta de mão na bola, Chay, para a Lusa, e Abel Hernández, para o Tricolor, foram os autores dos gols da partida. Vale ressaltar que, por ter a campanha superior na Taça Guanabara, o Flu tem a vantagem da igualdade no agregado por uma vaga na final.

A partida decisiva entre Fluminense e Portuguesa-RJ, por um lugar na decisão do Estadual, será no próximo domingo, dia 9, às 16h, no Maracanã. Antes, porém, o Tricolor vai à Colômbia enfrentar o Junior Barranquila, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, na quinta-feira.

> Veja como está o grupo do Flu no torneio Sul-Americano

Portugesa x Fluminense
Lusa-RJ e Flu empataram (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

> Confira as datas das semifinais do Campeonato Carioca

PRESSÃO TRICOLOR

Com apenas seis minutos de jogo, o time do Fluminense já articulava os rumos da partida. Após pressionar a saída da Portuguesa-RJ e roubar a bola na intermediária canhota, Egídio fez boa trama com Gabriel Teixeira e cruzou na medida para Ganso. O meia, entretanto, cabeceou forte para grande defesa de Neguete e, no rebote, Samuel Xavier finalizou, mas viu a bola sair para linha de fundo.  

VAR EM AÇÃO

Não demorou muito tempo para a Lusa acordar. Logo aos nove minutos, Wellington Cézar cabeceou após escanteio e a bola foi direto na mão de Ganso. Assim, depois de três minutos de paralisação e análise do VAR - pela primeira vez no Carioca -, o árbitro sinalizou a penalidade. Na cobrança, Marcos Felipe pouco pode fazer e Chay foi categórico para converter seu quarto gol na competição - segundo contra o Flu. 

FLU NÃO ACERTA O ALVO

Depois de sofrer o gol, o Fluminense começou a se soltar mais na partida. Mesmo com a defesa adversária bem postada, o time conseguiu chegar com perigo e viu Abel Hernández desperdiçar duas boas chances. 

+ Relembre os gols mais marcantes de Fred pelo Fluminense

Na primeira, o atacante tabelou com Gabriel Teixeira, saiu cara a cara com Neguete, mas finalizou em cima do goleiro. Já no final do primeiro tempo movimentado, o uruguaio viu Ganso finalizar para Watson salvar em cima da linha e, na sequência, não aproveitou o cruzamento de Gabriel Teixeira e, livre de marcação, cabeceou por cima do gol. 

ROTEIRO REPETIDO

Após pressão inicial da Portuguesa-RJ no começo do segundo tempo, com duas finalizações de Chay e Romarinho, o Flu foi ao ataque e conseguiu uma penalidade a seu favor. Isso porque, igual ao primeiro tempo, mas para o outro lado, após cruzamento na área, Ganso - que havia cometido o pênalti da Lusa pelo mesmo motivo - se redimiu ao cabecear a bola e vê-la bater no braço do zagueiro Guerra.

Assim, depois de análise do VAR, o juiz marcou novamente a infração e Abel Hernández, que ainda não tinha se achado na partida, deslocou bem o goleiro para deixar tudo igual na Ilha do Governador. 

Abel Hernández comemorando gol
Abel empatou a partida (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

CHANCES PERDIDAS

Após o gol do empate, o jogo diminuiu de ritmo. Dessa forma, as melhores oportunidades vieram de fora da área. E cada equipe conseguiu uma. Aos 17, Cafu tentou surpreender Marcos Felipe chutando um pouco a frente do meio campo, porém, o goleiro conseguiu boa reação e defendeu. O Tricolor, por sua vez, teve a chance com Gabriel Teixeira, que depois de arrancar em velocidade, finalizou forte, mas viu a bola subir demais sem dar sustos ao goleiro Neguete. 

Nos acréscimos, contudo, a Lusa desperdiçou a principal chegada do segundo tempo. Douglas Eskilo fez jogadaça no bico direito da área, lançou com inteligência para Mauro Silva que, de primeira, emendou um lindo sem pulo. Para a sorte da torcida tricolor, em ótima fase, Marcos Felipe fez defesa impressionante e foi primordial para o Flu.

Na sequência, foi a vez de Neguete brilhar. Kayky partiu em contra-ataque e serviu bem a Caio Paulista. Assim, com agilidade o atacante dominou já trazendo para a perna boa e chutou forte, no entanto, o goleiro lusitano salvou a queima roupa e garantiu a igualdade no marcador. 

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA-RJ 1 x 1 FLUMINENSE


Estádio: Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador (RJ).
Data e hora: 2 de maio de 2021, às 16h.
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus.
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Carlos Henrique Cardoso
Árbitro de vídeo: Wagner do Nascimento Magalhães

Gols: Chay (14'/1ºT) (POR) e Abel Hernández (11'/1ºT) (FLU). 

Cartões amarelos: Watson, Chay, Guerra e Wellington Cézar (POR); Hudson, Wellington e Bobadilla (FLU). 
Cartões vermelhos: não houve.

PORTUGUESA-RJ (Técnico: Felipe Surian)

Neguete; Watson (Muniz, 22'/2ºT), Pedro, Guerra e Wellington Cezar; Luis Gustavo, Mauro Silva, Cafú (Douglas Eskilo, 29'/2ºT) e Chay (Rafael Pernão, 23'/2ºT); Jhulliam (Everton Heleno, 30'/2ºT) e Romarinho (Andrezinho, 45'/2ºT).

FLUMINENSE (Técnico: Roger Machado)

Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, Matheus Ferraz e Egídio; Hudson (Martinelli, 46'/1ºT), Wellington (Yago Felipe, 41'/2ºT) e PH Ganso (Caio Paulista, 42'/2ºT); Cazares (Kayky, 20'/2ºT) , Gabriel Teixeira e Abel Hernández (Bobadilla, 20'/2ºT).