Xerém - Fluminense

Tricolor das Laranjeiras dará suporte a menores que ficaram em cárcere privado (Foto: Ralff Santos/Fluminense F.C)

LANCE!
08/12/2020
13:00
Rio de Janeiro (RJ)

Uma operação realizada nesta terça-feira pela Polícia Civil do Rio de Janeiro terminou em alento para 13 menores que eram mantidos em cárcere privado em Duque de Caxias. De acordo com informações divulgadas no "G1", os jovens resgatados serão acolhidos pelo Fluminense e farão testes em Xerém.

Jorge Valnei dos Santos, que as investigações apontaram ser o responsável por trazer garotos para o Rio de Janeiro, foi preso em flagrante.  O delegado titular da 61ª DP (Xerém), Roberto Gomes, afirmou que os policiais notaram que algo estava errado ao verem a porta trancada. O local ainda não possuía nenhuma estrutura profissional e sequer autorização de órgão público para funcionar.

Os país dos menores pagavam uma mensalidade de R$ 500 acreditando que os filhos receberiam uma preparação para jogarem em clubes de futebol na Cidade Maravilhosa. O delegado apontou como estava a situação dos jovens em Duque de Caxias.

- Se acontecesse alguma coisa aqui dentro, eles não teriam para onde correr, porque só tinham ajuda de alguém vindo por fora. Então, eles eram mantidos sim em cárcere. A porta não era aberta para eles terem acesso a todo parqueamento. Isso é muito grave - afirmou o delegado, ressaltando:

- A gente inclusive entende que está havendo estelionato. São treinados para algum órgão. Aqui não tem ao menos estrutura, é um forma totalmente irregular com crianças que deveriam estar estudando - completou.

Ao saber do caso, o Fluminense se dispôs a acolher os 13 jovens no Centro de Treinamento Carlos Castilho, em Xerém. Eles serão submetidos a uma testagem de Covid-19 e depois terão chance de treinar no Tricolor das Laranjeiras.