Willian Arão

Para manter a forma física: Willian Arão com o kit entregue pelo Flamengo em sua casa (Foto: Reprodução/Twitter)

LANCE!
23/03/2020
12:45
Rio de Janeiro (RJ)

As orientações médicas são para permanecer em casa e assim Willian Arão, meio-campista do Flamengo, tem feito desde a última segunda-feira, dia 16. Com a interrupção dos jogos e treinos, o camisa 5 tem realizado os trabalhos físicos no local, e dividindo o "tempo livre" com outras duas atividades: filhos e videogame, contou em entrevista à "FlaTV", canal oficial do clube no Youtube.

A pausa no futebol é frustante para Willian Arão, que ressaltou a seriedade da situação causada pela pandemia do coronavírus, por outro lado. Com a suspensão dos treinos por tempo indeterminado, o Flamengo enviou aos atletas aparelhos para os auxiliarem nas atividades, como bicicleta e halteres.

- Entendemos que é um problema maior, de saúde da população, e estamos tentando manter o ritmo do jeito que pode. Correndo na rua no condomínio, de noite, para não esbarrar em ninguém. O pessoal (do Flamengo) trouxe alguns aparelhos aqui para casa, vai facilitar bastante, e vamos tentando manter a forma para quando voltarmos estarmos o mais preparado possível.

Willian Arão: 'Ficar com a família é mais importante, mas, em relação ao trabalho, jogar é a coisa que mais amo. É frustrante não poder fazer isso.'

Sem os treinos no CT, as partidas e as viagens, Arão também tem mais tempo para ficar com os filhos Natan e Isabel. Quando os pequenos "dão" um descanso, o jogador parte para o Counter-Strike, no computador, jogo o qual costuma ter a parceria de Lucas Paquetá, ex-meia de Flamengo e atualmente no Milan, da Itália.

- Tenho jogado bastante Counter Sitrke, aproveitado bastante minha filha e meu filho.Aproveitando ao máximo, quando tem um tempinho venho para o meu cantinho jogar um pouco, conversar com amigos e vamos passando o tempo. Creio que tudo isso vai passar e em breve vamos estar nos abraçando e tendo uma vida normal novamente - afirmou Willian Arão, antes de completar:

- O único que joga comigo é o Paquetá (Lucas, do Milan), jogamos quase todo dia. Eu que comecei a jogar, fiz ele comprar um computador e hoje ele tem um time. Quase todo dia a gente joga, mas falo com quase todo mundo do elenco.