Yuri Cesar Hugo Moura e Rodinei

Yuri César, Hugo Moura e Rodinei pertencem ao Flamengo (Arte: Lance!)

Lucas Pessôa*
20/11/2020
07:25
Rio de Janeiro (RJ)

Com uma maratona intensa de jogos e o elenco reduzido em função de lesões, o Flamengo recorreu a uma solução caseira para reforçar o setor de ataque. Nesta quinta-feira, após pedido de Rogério Ceni, o Rubro-Negro solicitou o retorno do atacante Rodrigo Muniz, que estava emprestado ao Coritiba. O jovem irá se reapresentar ao Ninho do Urubu nesta sexta-feira e estará à disposição do treinador para o restante da temporada.

Mas Muniz não era o único jogador emprestado pelo Flamengo. Ao todo, o Rubro-Negro tem 11 atletas cedidos a outros clubes, sendo sete no Brasil e quatro no exterior. Eles são acompanhados de perto pelo departamento de futebol, que monitora a evolução e o desempenho deles longe do Ninho do Urubu. Confira abaixo o panorama de cada um. 

Yuri César (Fortaleza)

Emprestado desde março, o meia de 20 anos vem aproveitando bastante seu período na capital cearense. Até aqui, foram 29 partidas e cinco gols marcados pelo Tricolor do Pici. O jovem, inclusive, despertou interesse de clubes estrangeiros, mas a diretoria rubro-negra rejeitou as propostas do Valladolid (Espanha) e do Shabab Al Ahli (Arábia Saudita).

No Fortaleza, Yuri César teve a oportunidade de trabalhar por oito meses com Rogério Ceni, atual treinador do Flamengo. Na coletiva de apresentação no Rubro-Negro, o técnico elogiou o atleta e disse que conta com ele para 2021.

- Eu conto. Ele é fora de série. Tem capacidade, consciência. É uma grata surpresa. Ele não perde o foco, mas já fez sete jogos e fica no Fortaleza. Acho que ele tem potencial para o Flamengo.

Rodinei (Inter)

No Beira-Rio desde o início do ano, o lateral-direito de 27 anos não conseguiu se firmar. Contratado para ser o reserva de Saravia, Rodinei viu o jovem Heitor ganhar a posição de titular após a lesão do argentino. Mesmo assim, disputou 29 jogos, marcou um gol e é o atleta com maior minutagem da lista (1970).

Com Isla e Matheuzinho à disposição de Rogério Ceni, seu aproveitamento no clube carioca é mais difícil em um eventual retorno, mas seu contrato com o Flamengo vai até o fim de 2022.

Hugo Moura (Coritiba)

Cedido em setembro ao Coritiba, o volante de 22 anos não demorou para ganhar espaço. Até aqui, foram 14 partidas disputadas pela equipe paranaense, sendo 12 como titular. Apesar da má campanha do clube, atual 18º colocado, o jovem vem tendo atuações regulares e pode ser aproveitado na Gávea após o fim do empréstimo. O contrato atual com o Flamengo vai até o fim de 2023.

Piris da Motta (Gençlerbirligi)

Após não atuar nenhuma vez pelo Flamengo em 2020, o volante de 26 anos foi cedido ao futebol turco há dois meses. No novo clube, assumiu a titularidade e esteve presente em todas as seis partidas até aqui. O paraguaio ficará no Gençlerbirligi até o fim da temporada europeia e tem opção de compra fixada no valor de 3,5 milhões de euros (R$ 22 milhões na cotação atual). O contrato com o Flamengo vai até o fim de 2022.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRO E SIMULE OS RESULTADOS

Vitor Gabriel (Braga)

Desde janeiro em Portugal, o atacante de 20 anos não conseguiu repetir o sucesso que teve nas categorias de base do Flamengo. No Braga B, disputou apenas 10 partidas (cinco como titular) até aqui e ainda não marcou nenhum gol. Está emprestado ao clube português até junho de 2021, e seu contrato com o Rubro-Negro vai até 2023.

Bill (CRB)

Após passagem sem brilho pela Ponte Preta em 2019, o ponta de 21 anos ainda busca se firmar no CRB. No total, o jovem disputou 23 partidas (seis como titular) com a camisa do clube alagoano, marcou dois gols e deu apenas uma assistência. Precisa evoluir se quiser ser aproveitado pelo Flamengo em 2021, seu último ano de contrato.

Klebinho (Tokyo Verdy)

Desde 2019 no Japão, o lateral-direito de 22 anos não conseguiu impressionar nem na segunda divisão local. Dos 34 jogos do Tokyo Verdy, o atleta entrou em campo em 15, sendo apenas sete como titular. Não marcou gol nem deu assistência. Segundo o jornalista Venê Casagrande, o clube japonês já avisou que não exercerá a opção de compra e Klebinho retornará ao Flamengo em dezembro. Com contrato até o fim de 2021, a diretoria rubro-negra não pretende aproveitá-lo e vai buscar uma outra alternativa de negociação.

Yago Darub (Red Bull Brasil)

Destaque nas categorias de base e herói no título da Copinha de 2018, o goleiro de 21 anos enfrenta dificuldades em repetir o sucesso no profissional. Desde janeiro no RB Brasil, o jovem não disputou uma partida sequer. Foi relacionado em quatro jogos, mas ficou no banco de reservas. Tem contrato contrato com o Flamengo até o fim de 2021 e dificilmente será aproveitado.

OUTROS CASOS

Nomes como Alex Muralha (Coritiba), Ronaldo (Bahia) e Rafael Santos (Apoel) não foram listados, porque os respectivos empréstimos duram até o fim de seus contratos com o Rubro-Negro. Vale lembrar que, no início de novembro, o Flamengo também solicitou o retorno do atacante Thiago Fernandes, que estava emprestado ao Náutico na disputa da Série B.

* estagiário sob a supervisão de Cayo Pereira