Torcida do Flamengo - Flamengo x Grêmio

Torcida do Flamengo aprovou o retorno às arquibancadas do Maracanã (Foto: Paula Reis/Flamengo)

Matheus Dantas e Rodrigo Portella
16/09/2021
10:30
Rio de Janeiro (RJ)

O primeiro do três eventos-teste autorizados pela Prefeitura do Rio de Janeiro foi considerado um sucesso. Sem aglomerações nas entradas e respeito às medidas de segurança dentro do estádio, a partida entre Flamengo e Grêmio foi marcado pelo retorno dos torcedores ao Maracanã. E, tanto os rubro-negros quanto os órgãos responsáveis pelo jogo, ficaram satisfeitos com os resultados.

- Flamengo no Maracanã mostrando que com organização é possível fazer um evento seguro, na operação são mais de 1.700 trabalhadores para orientar sobre as medidas de proteção à vida. Vale lembrar que acompanharemos por 14 dias todos os torcedores e funcionários - publicou Daniel Soranz, Secretário Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, em aprovação à realização do evento.

O próximo compromisso seria já neste domingo, em novo encontro entre Flamengo e Grêmio no Maracanã, só que pelo Brasileirão. Porém, o STJD, por meio de um de seus vice-presidentes Felipe Bevilacqua, derrubou a liminar que dava ao clube aval para a realização de jogos com público no campeonato.

Contra o Barcelona de Guayaquil, na próxima quarta, a partida é válida pela semifinal da Libertadores e, neste caso, a presença da torcida está garantida. Com a expectativa de um público maior - a liberação é de 50% da capacidade do estádio, cerca de 35 mil lugares - os desafios serão maiores para o evento.

Quem acompanhou de perto a operação do jogo foi o governador Cláudio Castro (PL). O político esteve presente em um dos camarotes do Maracanã, e assistiu a vitória do Flamengo por 2 a 0 acompanhado por familiares e amigos.

Os 6.446 torcedores presentes no Maracanã tiveram uma experiência tranquila. O acesso ao estádio, controlado por barreiras de segurança e sanitárias, que exigiam a pulseira-ingresso retirada apenas com a comprovação de vacinação em dia e teste PCR ou antígeno, foi de forma ordenada e sem aglomerações.

Ao LANCE!,  Anália Cavalcante, que trabalhou na organização da partida para cumprimento de protocolos sanitários dentro do estádio, aprovou o retorno.

- Nunca entrei no Maracanã, o mais próximo que cheguei foi da bilheteria. Essa foi minha primeira vez. Foi bem organizado. A Vigilância Sanitária estava lá o tempo todo. Mas uma pequena parcela desrespeitou os protocolos e ficaram sem máscara. No geral, o pessoal respeitou nosso trabalho...Só um torcedor, exaltado, que se recusou a colocar a máscara e tivemos que chamar a segurança do estádio - afirmou Anália, contando que o episódio foi resolvido.

Dentro do estádio, boa parte dos torcedores respeitou o distanciamento e o uso de máscara durante a partida, como as sinalizações, o telão e o locutor do Maracanã insistiam a cada momento. Apenas na Arquibancada Norte, setor mais popular e habitualmente mais cheio, os torcedores estiveram mais juntos.

- Desde a troca e compra do ingresso foi muito seguro. Tivemos que fazer exame, o controle no acesso ao estádio também foi legal. Lá dentro tinha a segurança pedindo para usar a máscara. Acho que, no geral, foi positivo - comentou Arthur Mello, sócio e torcedor do Flamengo que esteve no Maraca.