Wilson Witzel - Torcidas Flamengo

Witzel posa para foto após a reunião com membros das organizadas, na última quarta (Foto: Reprodução)

Lazlo Dalfovo
12/09/2019
13:22
Rio de Janeiro (RJ)

Com base no estatuto do torcedor, as duas maiores torcidas organizadas do Flamengo, Raça Rubro-Negra e Torcida Jovem, estão banidas dos estádios pela justiça, mas ganharam um relevante apoio para que possam retornar. Na noite da última quarta-feira, Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, e o deputado estadual Bruno Dauaire se reuniram com líderes das TO's com o intuito da liberação ainda em 2019, no Palácio Guanabara. 

Há a expectativa para que a volta ocorra até o dia 23 de outubro, quando Flamengo e Grêmio se enfrentam pelo jogo da volta da semifinal da Libertadores, no Maracanã - o da ida será dia 2, na Arena tricolor. 

Witzel posou para fotos com uma camisa da Jovem e estendendo uma da Raça. Figura constante em jogos do Flamengo no Maracanã, o governador é solidário em colaborar junto à justiça para que as organizadas rubro-negras sejam aglutinadas ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) nos estádios. Há alguns meses, ocorrem conversas das torcidas com o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) para que um acordo seja alinhavado.

O TAC proposto, cabe destacar, indica a adaptação a um modelo de conduta para a prevenção da violência nos jogos de futebol, inclusive com a implementação de cadastro biométrico de membros das organizadas do Rio - inclusive as que não estão punidas podem se adequar ao possível novo regime. 

As organizadas do Flamengo estão confiantes em um retorno breve, sobretudo por Witzel estar favorável às suas vontades, ter autonomia para coordenar o Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios (Bepe) e garantir um suporte nos acessos ao Maracanã, por exemplo. 

O LANCE! entrou em contato com a assessoria de imprensa de Wilson Witzel para maiores detalhes da reunião da última noite, mas a opção foi por um comunicado oficial, passado por assessores do governador: 

- Na quarta-feira (11/09), o governador Wilson Witzel recebeu em seu gabinete, no Palácio Guanabara, integrantes da Torcida Jovem do Flamengo e Raça Rubro-Negra. Os torcedores afirmaram estar comprometidos contra a violência e relataram as medidas que vêm sendo adotadas para cumprir as exigências feitas pelos órgãos públicos para que a organizada possa voltar a frequentar estádios. O governador quer garantir a paz dentro e fora dos estádios e pretende conversar com integrantes de todas as organizadas.

Para que as organizadas do Flamengo retornem como estão prevendo, ou seja, até o jogo contra o Grêmio pela Libertadores, é necessário que a decisão da Justiça seja temporariamente substituída pelo TAC. A decisão quanto à Raça, aliás, é de dezembro de 2018, por "episódios de briga e violência envolvendo a torcida nos jogos Palmeiras X Flamengo, em outubro, no Maracanã, e São Paulo X Flamengo, em novembro, no Morumbi".

Já a Jovem foi punida cerca de um ano antes, sobretudo pelos episódios de brigas e morte envolvendo o torcedor do Botafogo Diego da Silva dos Santos, nos arredores do Nilton Santos. Ambas receberam três anos de punição do Poder Judiciário, sob pena de multa de R$ 50 mil caso haja descumprimento.