Rodolfo Landim

Rodolfo Landim é o presidente do Flamengo (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo)

Marcello Neves e Sergio Santana
12/04/2019
14:09
Rio de Janeiro (RJ)

Flamengo e Fluminense participarão ativamente da gestão do Maracanã. Nesta sexta-feira, Rodolfo Landim assinou o contrato da concessão, mas afirmou que as portas não estão fechadas para que Botafogo e Vasco também participem da administração do gestão, basta que os times demonstrem compromisso com o Rubro-Negro e o Tricolor.

- O Vasco participou das gestões conosco. Eu tive uma conversa com o Campello na CBF, onde procurei tranquilizar ele e o presidente do Botafogo, dizendo que Flamengo e Fluminense buscam prestar o melhor serviço para a sociedade, que todos tem a possibilidade de entrar mesmo durante esse período, caso eles tenham o compromisso de jogar 25 jogos no ano. Não dá para o Vasco querer jogar apenas oito partidas aqui - afirmou.

Por conta de alguns problemas financeiros do Fluminense, o Flamengo é o único permissionário do contrato, mas Rodolfo Landim comentou que possui um compromisso para que o Tricolor participe de forma igualitária da gestão.

- O permissionário hoje é o Flamengo. Mas há um acordo com o Fluminense para fazer a gestão de forma conjunta, dividir os custos de operação. O Tricolor não pôde participar agora, mas existe, sem dúvida, um compromisso de estarmos juntos de administrar e dividir os custos para o Maracanã - bradou.

O presidente do Flamengo explicou, brevemente, sobre a administração entre os clubes. Inicialmente, a dupla vai mexer de forma igualitária nos custos, mas que os valores envolvendo lucros em dias de partidas é independente.

- Cada clube será o responsável por mexer nas receitas de dia de jogo. Os clubes estarão administrando o 'navio parado'. Nessa equipe terão pessoas de Flamengo e Fluminense para garantir que os custos fiquem divididos. No dia de jogos, cada clube terá seus respectivos custos e lucros - comentou.