Flamengo x Racing - Rodrigo Caio

(Foto: AFP)

Fabio Chiorino e Rodrigo Borges 
02/12/2020
07:00
São Paulo (SP)

O campeão da América perdeu seu trono. No Maracanã vazio, apenas o que se ouviu foram os lamentos dos jogadores do Flamengo, que amargaram mais uma eliminação na temporada. Muitas chances criadas, aproveitamento pífio, e uma classificação que parecia próxima se tornou um drama com final infeliz.


O Racing fez o que se esperava. Com pouca técnica, sobrava vontade e paciência para a oportunidade, que aconteceu após expulsão de Rodrigo Caio e falha de Gustavo Henrique. Mas o time de Rogério Ceni teve a chance da redenção, quando Willian Arão marcou nos acréscimos.

> Confira o chaveamento e simule os jogos da Libertadores

Flamengo e Racing chegaram aos pênaltis com ânimos invertidos, mas ambos como franco atiradores. Os refletores só seriam apagados quando alguém errasse. E os deuses do futebol cobraram o preço justamente do herói de antes: Arão desperdiçou sua cobrança e trocou os socos no ar pela cabeça baixa.

Após sucumbir na Copa do Brasil e na Libertadores, o Flamengo criou para si a obrigação de vencer o Campeonato Brasileiro. Seja pelo elenco muito acima dos demais, seja pela última chance de não enxergar a temporada como um fracasso.

Rogério Ceni mal chegou e já tem o mundo sob os ombros. O mundo rubro-negro desmoronou mais um pouco na noite de ontem.

O LANCE! Espresso é uma newsletter gratuita que chega de manhã ao seu e-mail, de segunda a sexta. A marca registrada do jornalismo do LANCE!, com análises de Fabio Chiorino e Rodrigo Borges. Clique aqui e inscreva-se.